PÃO DE MILHO DE SÃO BONIFÁCIO: ADAPTANDO A PRODUÇÃO DE UMA IMPORTANTE MANIFESTAÇÃO CULTURAL LOCAL

Anita de Gusmão Ronchetti, Mariana Ferreira Martelli, Silvana Graudenz Muller

Resumo


O pão de milho de São Bonifácio é uma iguaria à base de milho que representa a localidade de São Bonifácio – SC. Tradicionalmente é produzido em forno a lenha, assado dentro de folhas de Caeté. Com os movimentos de globalização, de urbanização, do êxodo rural, muitas produções gastronômicas tradicionais estão cada vez mais difíceis de serem encontradas. O objetivo desse trabalho é adaptar a receita original do pão milho tradicional de São Bonifácio – SC –, com equipamentos de cocção mais comumente encontrados nas cidades grandes, que é o forno a gás e também, para que possa ser executada e degustada em locais onde não se encontra facilmente este pão. Além da pesquisa e do registro da receita tradicional, foram realizados quatro testes, adaptando as técnicas e os ingredientes. O resultado satisfatório foi com a produção D, produzido com método adaptado para o forno a gás e com fubá mimoso fino industrial. A amostra apresentou um pão similar ao pão de milho tradicional de São Bonifácio, correspondendo com sucesso aos objetivos da pesquisa. 


Palavras-chave


pão de milho; identidade alimentar; manifestação cultural, São Bonifácio

Texto completo:

PDF

Referências


ANVISA. Resolução – CNNPA nº 12, de 1978. Disponível em: . Acesso em março, 2016.

BOEING, R.M. Do grão ao Pão: As Transformações do Cultivo e Uso do Milho em São Bonifácio. Dissertação de Mestrado. Florianópolis, UDESC/ FAED, 2011.

BRABET, C; PALLET, D. Os selos oficiais de qualidade dos alimentos na França e na Europa. In: LAGES, Vinícius; LAGARES, Lea; BRAGA, Christiano Lima (org.). Valorização de produtos com diferencial de qualidade e identidade: Indicações geográficas e certificações para competitividade nos negócios. Brasília: Sebrae, 2005.

CANELLA-RAWLS, S. Pão: Arte e Ciência. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2006.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DE MASI, M. A. N. (Org.). Xokleng, As terras altas do sul do brasil. Transcrições do Seminário de Arqueologia e Etnohistoria. 1. ed. Tubarão: Unisul, 2006. v. 1. 220p.

FERREIRA, L. F. V. Azambuja e Urussanga: memória sobre a Fundação, pelo engenheiro Joaquim Vieira Ferreira, de uma colônia de imigrantes italianos em Santa Catarina. Orleans Grafica do Lelo, 2001. 101p.

FIALHO, F. A. P. Psicologia das atividades mentais: introdução às ciências da cognição. Florianópolis: Insular, 2011.

FISCHLER, Claude. El (h) omnívoro: el gusto, la cocina y el cuerpo. Barcelona: Anagrama, 1995

GARCIA, R.W.D. Reflexos da globalização na cultura alimentar: considerações sobre as mudanças na alimentação urbana. Revista de Nutrição, Campinas, v.16, n°4, 2003.

GIMENES-MINASSE, M.H.S.G. Comfort food: sobre conceitos e principais características. Contextos da Alimentação–Revista de Comportamento, Cultura e Sociedade Vol. 4 no 2 –março de 2016.

HERNANDEZ, J.C.; GRÁCIA-ARNAIZ, M. Alimentatión y cultura: Perspectivas antropológicas. Barcelona: Ariel, 2005

HORTA, N. Não é sopa. São Paulo: Cia das Letras, 1996

LOCHER, J. Comfort food. In: KATZ, S. (ed). Encyclopedia of Food and Culture. New York: Charles Scribner ́s Son, 2002.

LOCHER, J. et al. Comfort foods: an exploratory journey into the social and emotional significance of food. Food and foodways: explorations in the history and culture of human nourishment, v.13, n.4, p.273-297, 2005.

MINAYO, M.C.S.; DESLANDES, S.F.; GOMES, R. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes,2009

MÜLLER, S.G. Patrimônio Cultural Gastronômico: Identificação, Sistematização e Disseminação dos Saberes e Fazeres Tradicionais. 2012. Tese de doutorado (Engenharia e Gestão do Conhecimento), Universidade Federal de Santa Catarina, 2012.

NORIZA, I. et al. Acculturation, foodways and Malaysian food identity. Current Issues in Hospitality and Tourism Research and Innovations. Pp 359-363, 2012.

OLIVEIRA N.R.F.; DALBIANDO, V.P.; VELA, H.A.G. Saberes e fazeres de agricultores familiares; (Re) Significações do comer e da comida. Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e sociologia Rural. Porto Alegre de 26 a 30 de julho de 2009. Disponível em: . Acesso dezembro de 2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO BONIFÁCIO. Disponível em: . Acesso em 2016.

PROENÇA, R. P. C. Alimentação e Globalização: Algumas reflexões. Ciência e Cultura, V.62, N°4. São Paulo, out. 2010.

RONCHETTI, A.G.; MÜLLER, S.G. Ecogastronomia em São Bonifácio-Santa Catarina. Produção do pão de milho tradicional e preservação dos saberes agroalimentares der qualidade. Agropecuária Catarinense, vol. 26, nº 3, nov.2013/fev.2014.

SEBESS, M. Técnicas de Confeitaria Profissional. Rio de Janeiro: Editora Senac, 2007.

SEBESS, P. Técnicas de Panificação Profissional. Rio de Janeiro: Editora Senac, 2012.

SEYFERTH, G. Identidade Nacional, diferenças regionais, integração étnica e a questão imigratória no Brasil. In: Zarur, G. de C. Leite. (Org.). Região e Tradição na América Latina. 1ed.Brasília: Ed. UnB, 2000, v., p. 81-109.

SOUZA, R.M.M.G. Alimentação e culinária açoriana dos descendentes de açorianos em Santo Antônio de Lisboa – Florianópolis (Ilha de Santa Catarina). 2010. Dissertação (Antropologia e Cultura). Portugal: Universidade de Lisboa. 2010.

SUAS, M. Boulangerie e Vienoasserie: abordagem profissional. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

UGGIONI, P.L. Valorização do Patrimônio Gastronômico Regional Açoriano: Gestão de qualidade em Restaurantes típicos em Florianópolis – SC –. 2006. Dissertação (Mestrado em Nutrição). Universidade Federal de Santa Catarina, 2006.

WANSINK, B.; SANGERMAN, C. The taste of Comfort Food for thought on how americans eat to feel better. In: American Demographics, 2000, v. 22, n.7, p. 66-67.

WANSINK, Brian; CHENEY, Matthew; CHAN, Nina. Exploring comfort food preferences across age and gender. In: Physiology & behavior,2003, 79, p.739-743


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Arquivos Brasileiros de Alimentação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons