Estudo comparativo da biologia floral de variedades comerciais de melancieira em cultivo orgânico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24221/jeap.6.1.2021.3329.071-078

Palavras-chave:

Citrullus lanatus, floração, razão sexual, viabilidade polínica

Resumo

A melancia (Citrullus lanatus) é uma cucurbitácea de importância econômica para a região nordeste, considerada a maior produtora do país. Os estudos relacionados a biologia floral sobre, são muito importantes para a produção e qualidade de frutos comerciais. O estudo objetivou comparar a biologia floral em quatro variedades de melancieira, sob cultivo orgânico irrigado, avaliando o período de floração, a antese e senescência floral, o percentual de viabilidade polínica, receptividade estigmática, a produção de néctar e produção de frutos. Foram avaliadas as variedades de melancieira ‘Charleston Gray’, ‘Congo’, ‘Crimson Select’ e ‘BRS Soleil’. O experimento foi conduzido em sistema orgânico durante o período de janeiro a junho de 2018, na área experimental do DTCS - CAMPUS III – UNEB, em Juazeiro – Bahia. As variedades BRS Soleil e Charleston apresentaram período de floração de 31 dias, a ‘Congo’ de 28, a ‘Crimson Select’ de 23 dias. Todas as variedades obtiveram alta viabilidade polínica, o teste de receptividade do estigmática registrou 100% para todos as variedades, as flores masculinas exibiram maior produção do volume de néctar. A maior razão sexual registrada foi registrada para a variedade Congo.

Biografia do Autor

Josemar da Silva Júnior, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III.

Thiago Francisco de Souza Carneiro Neto, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III. Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Horticultura Irrigada)

Carine Feitosa Xavier, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III.

Tiago Nunes da Silva, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III.

Diego Lima Coutinho, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III.

Pedro Henrique Carvalho Ribeiro, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III.

Leangleison Santos de Souza, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III.

Kátia Maria Medeiros de Siqueira, Universidade do Estado da Bahia, DSC. em Zoologia, Professora Titular.

Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III.Colegiado de Engenharia Agronômica, Laboratório de Ciências Animais e Microscopia

Referências

Ajuru, M.G.; Okoli, B.E. 2013. The Morphological Characterization of the Melon Species in the Family Cucurbitaceae Juss, and their Utilization in Nigeria. Int. J. of Modern Botany, 3(2), 15-19. DOI: 10.5923/j.ijmb.20130302.01

Alencar, L.C. 2013. Efeitos de abelhas na frutificação e qualidade de melancia (cv. Crimson Sweet) na região Central do estado do Piauí. Tese de Doutorado, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, São Paulo, Brasil. 52p.

Cobra, S.S.O.; Silva, C.A.; Krause, W., Lage, L.A. 2017. Availability of floral resources in yellow passion fruit cultivars. Comunicata Scientiae, 8(4), 555-561. DOI: 10.14295/cs.v8i4.2071

Duarte, P.M.; Siqueira, K.M.M.; Silva, N.C.; Silva, G.B.S.; Gomes, I.L.S. 2015. Floração e morfologia floral de variedades de melancieira em Juazeiro-Ba. R. V. de Agroec. e Des. Sustentável, 10(3), 72-76. DOI: 10.18378/rvads.v10i3.3431

Embrapa. 2015. Dados Meteorológicos, Estação Agrometeorológica de Mandacarú 1975-2014, Juazeiro-BA. Disponível em: http://www.cpatsa.embrapa.br:8080/servicos/dadosmet/cem-anual.html. Acessado em: 08 novembro 2019.

Fao. Food and Agriculture Organization of the United Nations Statistics Division. Disponível em: http://www.fao.org/faostat/en/#data/QC. Acessado em: 08 novembro 2019.

Free, J. B. 1993. Insect pollination of crops. London: Academic Press. 2 ed. 684 p.

Ferreira, D.F. 2011. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35(6). DOI: 10.1590/S1413-70542011000600001

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2016. Produção Agrícola Municipal: Culturas temporárias e permanentes 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2016. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/agricultura-e-pecuaria/9117-producao-agricola-municipal-culturas-temporarias-e-permanentes. Acessado em: 28 março 2020.

Kearns, C.A.; Inouye, D.W. 1993. Tecniques for pollination biologists. Colorado: University Press of Colorado. 630p.

Kiill, L.H.P.; Siqueira, K. M. M.; Coelho, M. S.; Silva, T. A.; Gama, D. R. S.; Araújo, D. C. S.; Pereira Neto, J. 2014. Frequency and foraging behavior of Apis mellifera in two melon hybrids in Juazeiro, state of Bahia, Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciência, Rio de Janeiro, 86(4), 2049-2055. DOI: 10.1590/0001-3765201420130376

Potts, S.G.; Biesmeijer, J.C.; Kremen, C.; Neumann, P.; Schweiger, O.; Kunin, W.E. 2010. Global pollinator declines: trends, impacts and drivers. Trends Ecol Evol., 25(6), 345–353. DOI: 10.1016/j.tree.2010.01.007

Potts, S.G.; Imperatriz-Fonseca, V.; Ngo, H. et al. 2016. Safeguarding pollinators and their values to human well-being. Nature, 540, 220-229. DOI: 10.1038/nature20588

Pagliarini, M.S., Pozzobon, M.T. 2004. Meiose em vegetais: um enfoque para a caracterização de germoplasma. Anais do II Curso de citogenética aplicada a recursos vegetais. 24-41.

Ramos, A.R.P.; Dias, R.C.S; Aragão, C.A. 2009. Densidades de produtividade e qualidade de frutos de melancia. Horticultura Brasileira, 27(4), 560-564. DOI: 10.1590/S0102-05362009000400026

Rocha, M.R. 2010. Sistemas de cultivo para a cultura da melancia. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. 76 p.

Reyes-Carrillo, M.C.J.L.; Cano-Rios, P.; Camberos, U.N. 2009. Período óptimo de polinización del melón con abejas melíferas (Apis mellifera L.). Agri. Téc. en México, 35 (4), 371-378.

Siqueira, K.M.M; Kiill, L.H.P.; Gama, D.R.S.; Araújo, D.C.S.; Coelho, M.S. 2011. Comparação do padrão de floração e de visitação do melo do tipo amarelo em Juazeiro-Ba. Rev. Bras. de Frut., 33(1), 473-478. DOI: 10.1590/S0100-29452011000500063

Souza, F.F.; Dias, R.C.S. BRS Soleil e BRS Kuarah: melancias de polpa amarela. Petrolina: Embrapa Semiárido, 2011. Np. 1 Folder. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/133322/1/ID-35733.pdf. Acessado em: 08 outubro 2019.

Zeisler, M. 1938. Über die Abgrenzung der eigentlichen Narbenfläche mit Hilfe von Reaktionen. Beiheft Botanischer Zentralblatt, 58, 308-318.

Publicado

2021-03-11