Migração de Docentes em Química do Nível Estadual para o Federal: Estrutura e/ou Salário?

Polyana Sanches Andrade, Márlon Herbert Flora Barbosa Soares, Nyuara Araújo da Silva Mesquita

Resumo


A formação continuada em nível de mestrado e doutorado é uma possibilidade para professores do ensino básico no estado de Goiás objetivando a melhoria da carreira tanto em termos de aprofundamento teórico quanto de remuneração. A partir desta perspectiva, houve um levantamento sobre a quantidade de professores de química ligados à Secretaria de Estado da Educação de Goiás (SEE - GO), que teve acesso a pós-graduação no Instituto de Química da UFG desde a criação do curso, 1998, até 2012. Nosso objetivo foi analisar a relação da formação continuada desse professor com a migração/afastamento desse profissional da rede pública estadual a partir de dados disponibilizados pelo programa de pós-graduação em Química da UFG e de entrevistas com 16 professores. Identificamos que dos 54 pós graduandos professores de educação básica da SEE- GO, 14 permaneceram ligados ao sistema estadual após a conclusão da educação continuada. Neste contexto, é evidente que a educação continuada foi estabelecida como o elemento de remoção de carreira docente na educação básica estadual, considerando as condições estruturais atuais dessa carreira comparação com as outras perspectivas profissionais existentes para mestres e doutores em Química.


Palavras-chave


formação de professores; formação continuada; abandono de carreira

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Polyana Sanches Andrade, Márlon Herbert Flora Barbosa Soares, Nyuara Araújo da Silva Mesquita