Controvérsias sociocientíficas em pesquisas desenvolvidas em Portugal: um estudo sobre as potencialidades e limites na promoção da reflexão sobre natureza da ciência

Autores

Palavras-chave:

Ensino de ciências. Natureza da ciência. Controvérsias sociocientíficas

Resumo

A inserção de abordagens sobre a Natureza da Ciência (NdC) no Ensino de Ciências tem recebido atenção por parte de documentos oficiais, bem como de pesquisadores da área, uma vez que esta pode possibilitar que aluno compreenda a construção do conhecimento científico como um processo histórico, em estreita relação com as condições sociais, políticas e econômicas de uma determinada época. Todavia, a implementação de abordagens que possibilitem reflexões sobre NdC ainda é um desafio. Tendo por base tais argumentos, este estudo tem como objetivo investigar quais as potencialidades e/ou limites das Controvérsias Sociocientíficas na promoção da reflexão sobre a Natureza da Ciência. A constituição dos dados foi realizada a partir de um mapeamento das teses e dissertações desenvolvidas no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, na área de ensino de ciências, no período de 2009 a 2019 e subsequente envio de uma questão aos pesquisadores: “Com base na tese ou dissertação que realizou, qual ou quais são as potencialidades e/ou limites da sua investigação na promoção da reflexão sobre Natureza da Ciência?”. Portanto, o corpus desta investigação corresponde às respostas dadas pelos pesquisados a esta questão, sendo a análise realizada por meio da Análise Textual Discursiva (ATD). Quanto aos resultados, no que se refere às potencialidades, esteve em primeiro plano a instrumentalização para intervenção social, bem como o desenvolvimento da comunicação oral e escrita. Em relação às limitações, foram citadas dificuldades na gestão do tempo, currículos muito extensos e lacunas relativas à formação de professores.

Biografia do Autor

Joanez Aparecida Aires, Universidade Federal do Paraná

Licenciada em Química (1986), Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000), área de concentração em Educação e Ciência, Doutora em Educação Científica e Tecnológica (2006), também pela UFSC. Professora Associada no Curso de Licenciatura em Química na Universidade Federal do Paraná, atuando na docência e junto ao grupo de pesquisa em Educação Química da UFPR (EDUQUIM). Credenciada no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática/ UFPR. Pós doutora em Didática das Ciências, pela Universidade de Lisboa. Atuou no PIBID/UFPR como Coordenadora da área de Química (2010-2013) e como Coordenadora Institucional, também no PIBID/UFPR de 2014 a 2017. Participou da Comissão Avaliadora de Livros Didáticos de Química do Ministério da Educação no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2009, 2012, 2015 e 2018). Interesses de pesquisa concentram-se nas áreas de História e Filosofia da Ciência, História da Disciplina Escolar Química, Formação de Professores de Química, Alfabetização Científica e Tecnológica, Ciência Tecnologia e Sociedade, Controvérsias Sociocientíficas e Divulgação Científica.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Edição

Seção

Debates em História e Filosofia da Química para o Ensino