MICROBIOLIZAÇÃO DE SEMENTES DE ALFACE COM Bacillus spp. PARA CONTROLE DE FUNGOS FITOPATOGÊNICOS

Autores

  • Natalia de Jesus Ferreira Costa Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Mônica Shirley Brasil dos Santos e Silva Universidade Estadual do Maranhão
  • Antonia Alice Costa Rodrigues Universidade Estadual do Maranhão
  • Erlen Keila Candido e Silva Universidade Estadual do Maranhão
  • Gilson Soares da Silva Universidade Estadual do Maranhão

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da microbiolização de sementes de alface (Lactuca sativa L.) cv. ‘Grandes Lagos Americana’ e ‘Americana Delícia’ com diferentes isolados de Bacillus para controle de fungos fitopatogênicos, assim como avaliar a qualidade sanitária e a taxa de transmissão dos patógenos associados a estas sementes. A análise sanitária das sementes foi realizada por meio do método do Blotter Test. Para quantificar a taxa de transmissão dos fitopatógenos, 400 sementes de cada cultivar foram semeadas em bandejas contendo substrato composto de solo:areia grossa:vermiculita (3:1:1), avaliando-se aos 7, 14 e 21 dias após a semeadura. Fragmentos de folha, caulículo e raiz foram transferidos para placa de Petri contendo meio de cultura BDA e incubados em câmara BOD. A avaliação da transmissão foi realizada sete dias após a incubação em relação a presença de patógenos, quantificando-se a porcentagem de transmissão. As sementes de alface foram microbiolizadas com diferentes isolados de Bacillus: B47 – B. amyloliquefaciens; B41, B22 e B22’ – B. methylotrophicus; e B7’ – B. thuringiensis. Após o tratamento, as sementes foram plaqueadas em meio BDA e incubadas. Os resultados mostraram que as sementes da cv. ‘Grandes Lagos Americana’ apresentaram a maior percentagem de contaminação por fungos nos testes de sanidade e transmissão. Os isolados B47 e o B22 foram os mais eficientes no controle dos fungos transmitidos pelas sementes de alface das cultivares avaliadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARGUELLES-ARIAS, A. et al. Bacillus amyloliquefaciens GA1 as a source of potent antibiotics and other secondary metabolites for biocontrol of plant pathogens. Microbial Cell Factories, Gdansk, v. 8, n. 63, 1-12, 2009.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras Para Análise de Sementes. Brasília: Mapa/ACS, 2009.

CASA, R. T.; REIS, E. M.; NERBASS, F. R. Implicações epidemiológicas da transmissão de fungos em sementes de milho. In: _______. Manejo de doenças de grandes culturas: feijão, batata, milho e sorgo. Lavras: UFLA, 2006. p. 202-212.

CHEN, X. H. et al. Genome analysis of Bacillus amyloliquefaciens FZB42 reveals its potential for biocontrol of plant pathogens. Journal of Biotechnology, Amsterdã, v. 140, n.1-2, p. 27-37, 2009.

CHOWDHURY et al. Biocontrol mechanism by root-associated Bacillus amyloliquefaciens

FZB42 – a review. Frontiers in Microbiology, Paris, v. 6, p. 1-11, 2015.

DINIZ, K. A. et al. Sweet pepper seed responses to inoculation with microorganisms and coating with micronutrients, aminoacids and plant growth regulators. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 66, n. 3, p. 293-297, 2009.

DOURADO, G. F. et al. Alternative seed treatment methods for plant pathogen control in sweet pepper crops. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 15, n. 3, p. 1-10, 2020.

ETHUR, L. Z. et al. Sanidade de sementes e emergência de plântulas de nabo forrageiro, aveia preta e centeio submetidas a tratamentos com bioprotetor e fungicida. Ciência e Natura, Santa Maria, v. 28, n. 2, p. 17-27, 2006.

FLÁVIO, N. S. D. S. et al. Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de sorgo tratadas com extratos aquosos e óleos essenciais. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v.35, n.1, p.7-20, 2014.

FRIKHA-GARGOURI, O. et al. Lipopeptides from a novel Bacillus methylotrophicus 39b strain suppress agrobacterium crown gall tumours on tomato plants. Pest Management Science, Oxford, v.73, n. 3, p. 568-574, 2017.

GOULART, A. C. Transmissão de Bipoloaris sorokiniana de sementes ao coleóptilo do trigo. Fitopatologia Brasileira, Brasília, v. 22, n. 1, p. 5-9, 1996.

KLOEPPER, J. W.; RYU, C. M.; ZHANG, S. Induced Systemic Resistance and Promotion of Plant Growth by Bacillus spp. Phytopathology, St. Paul, v. 94, n. 11, p. 1259-1266, 2004.

LOPES, C. A.; QUEZADO-DUVAL, A. M.; REIS, A. Doenças da alface. Brasília: Embrapa Hortaliças, 2010.

LUDWIG, J. et al. Microbiolização de sementes para o controle da mancha-parda e da escaldadura em arroz irrigado. Tropical Plant Pathology, Brasília, v. 34, n. 5, p. 322-328, 2009.

MACHADO, J. C. Patologia de sementes: significado e atribuições. In: CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. (ed.). Sementes: ciência, tecnologia e produção. Jaboticabal: Funep, 2012. p. 524-590.

MADIGAN, M. T. et al. Microbiologia de Brock 14ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2016.

MARASSI, A. C. et al. Microbiota isolada de amostras de arroz provenientes do Estado do Maranhão destinadas ao consumo humano, em áreas de ocorrência de beribéri. Revista Ciência Vida, Seropédica, v.28, n. 8, p. 150-152, 2008.

MONNERAT, R. et al. Manual de produção e controle de qualidade de produtos biológicos à base de bactérias do gênero Bacillus para uso na agricultura. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2020. 46 p. (Documentos, n. 369)

MORANDI, M. A. B.; BETTIOL, W. Controle biológico de doenças de plantas no Brasil. In: BETTIOL, W; MORANDI, M. A. B. (ed.). Biocontrole de doenças de plantas: uso e perspectiva. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2009. p. 7-14.

NAGARAJKUMAR, M.; BHASKARAN, R.; VELAZHAHAN, R. Involvement of secondary metabolites and extracellular lytic enzymes produced by Pseudomonas fluorescens in inhibition of Rhizoctonia solani, the rice sheath blight pathogen. Microbiological Research, Amsterdam, v. 159, n. 1, p. 73-81, 2004.

NASCIMENTO, I. O. et al. Isolation, identification and in vitro evaluation of Bacillus spp. in control of Magnaporthe oryzae comparing evaluation methods. African Journal of Agricultural Research, Lagos, v. 11, n. 19, p. 1743-1749, 2016.

NASCIMENTO, I. O. et al. Microbiolização de sementes de arroz com Bacillus spp. na redução de patógenos. Research, Society and Development, Vargem Grande Paulista, v. 9, n. 10, p. 1-21, 2020.

PAIVA, C. T. C. et al. Qualidade fisiológica e sanitária de sementes comerciais de alface e repolho. Revista de Ciências Agroambientais, Alta Floresta, v. 14, n. 1, p. 53-59, 2016.

PEREIRA, R. B. et al. Tratamento de Sementes de Hortaliças. Brasília: Embrapa Hortaliças, 2015. (Circular Técnica, n.140, 16p).

RIOS-VELASCO, C. et al. Identification and antagonistic activity in vitro af Bacillus spp. and Trichoderma spp. isolates against common phytopathogenic fungi. Revista Mexicana de Fitopatología, Montecillo, v. 34, n. 1, p. 84-99, 2016.

SALA, F. C.; COSTA, C. P. Retrospectiva e tendência da alfacicultura Brasileira. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 30, n. 2, p. 187–194, 2012.

SANTOS, G. R. et al. Sanitary analysis, transmission and pathogenicity of fungi associated with forage plant seeds in tropical regions of Brazil. Journal of Seed Science, Londrina, v. 36, n. 1, p. 054-062, 2014.

SHAFI, J.; TIAN, H.; JI, M. Bacillus species as versatile weapons for plant pathogens: a review. Biotechnology & Biotechnological Equipment, Abingdon, v. 31, n. 3, p. 446-459, 2017.

SHAN, H. et al. Biocontrol of rice blast by the phenaminomethylacetic acid producer of Bacillus methylotrophicus strain BC79. Crop Protection, Guildford, v. 44, p. 29-37, 2013.

SILVA, M. S. B. S. et al. Health quality and reduction of pathogenic transmission in tomato seeds using plant extracts. Australian Journal of Crop Science, Brisbane, v. 13, n. 4, 635-641, 2019.

SILVA, M. S. B. S. et al. Sanidade de sementes de arroz, biocontrole, caracterização e transmissão de Curvularia lunata em semente-plântula de arroz. Revista Ceres, Viçosa, v. 61, n. 4, p. 511-517, 2014.

SILVA, W. B. Os riscos no uso indiscriminado de agrotóxicos: uma contaminação invisível. Informativo Técnico do Semiárido, Pombal, v. 11, n. 1, p. 52-66, 2017.

SILVEIRA, E. B. et al. Bacterização de sementes e desenvolvimento de mudas de pepino. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 22, n. 2, 217-221, 2004.

TEJERA, B.; HEYDRICH, M.; ROJAS, M. M. Antagonismo de Bacillus spp. frente a hongos fitopatógenos del cultivo del arroz (Oryza sativa L.). Revista de Protección Vegetal, San José de las Lajas, v. 27, n. 2, p. 117-122, 2012.

TORRES, M. J. et al. Biological activity of the lipopeptide-producing Bacillus amyloliquefaciens PGPBacCA1 on common bean Phaseolus vulgaris L. pathogens. Biological Control, San Diego, v. 105, p. 93-99, 2017.

WHITELEY, H. R.; SCHNEPF, H. E. The molecular biology of parasporal crystal body formation in Bacillus thuringiensis. Annual Review of Microbiology, Palo Alto, v. 40, p. 549- 576, 1986.

Downloads

Publicado

2021-08-02