A relação entre geração global e religião: o caso da liderança na Seicho-No-Ie do Japão

Autores

  • Gustavo Martins do Carmo Miranda Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFMG (Doutorando)

Palavras-chave:

Religião, Globalização, Geração

Resumo

Este trabalho – a partir de uma perspectiva centrada nas gerações globais – analisa o processo de construção e desenvolvimento da liderança de um Novo Movimento Religioso Japonês conhecido como Seicho-No-Ie. Partindo da premissa da complexidade e heterogeneidade da globalização – o artigo é divido nas seguintes etapas. Primeiramente é realizada uma revisão teórica dos estudos geracionais – passando por Mannheim até chegar aos autores contemporâneos. Em segundo lugar, é efetuada uma revisão histórica do processo de formação do Estado-nação do Japão – bem como dos Novos Movimentos Religiosos deste país. No terceiro momento é apresentado o surgimento da Seicho-No-Ie, através de Masaharu Taniguchi (1893-1985). Por último, é abordado o desenvolvimento e atuação de Taniguchi – bem como de seus sucessores – frente à liderança desta religião.

Referências

ALBUQUERQUE, Leila M.B. Seicho-no-Ie do Brasil: agradecimento, obediência esalvação. São Paulo: Annablume, 1999.

BECK, U. & BECK-GERNSHEIM, E. Generación global. Barcelona: Paidós, 2008.

BRISTOW, Jennie. The Sociology of Generations: New Directions and Challenges. UK: Palgrave Macmillan, 2016.

CLARKE, Peter. Introduction: Japanese New Religion Abroad: a case of “reverse” globalization. In: CLARKE, Peter (Org.). Japanese New Religions in Global Perspective. Richmond: Curzon, 2000.

_____________. As Novas Religiões Japonesas e suas Estratégias de Adaptação no Brasil. São Paulo. Rever, n.8, 2008.

DESSI, Hugo. Japanese Religions, Inclusivism, and the Gobal Context. Japanese Religions, Vol.36, 2011.

DINIZ, Ediléia Mota. Carisma e poder no discurso religioso: um estudo do legado de Masaharu Tanigushi – a Seicho-No-Ie no Brasil. 2006. 189f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) – Faculdade de Filosofia e Ciências da Religião, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2006.

DRUMHELLER, Kristina. Millennial Dogma: A Fantasy Theme Analysis of the Millennial Generation's Uses and Gratifications of Religious Content Media. Journal of Communication & Religion, vol. 28, 2015.

EDMUNDS, J; TURNER, B. S. Generations, culture and society, Buckingham: Open University Press, 2002.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: UNESP, 1991.

GUERRIERO, Silas. Novos Movimentos Religiosos: o quadro brasileiro. São Paulo: Paulinas, 1999.

INOUE, Nobuka. The influence of Globalization on Japanese Religion: Dissolving Boundaries of Religious Culture. Journal of Religion in Japan. vol 3, 2014.

KIN, Dae Young; MIN, Pyong Gap. Intergenerational Transmission of Religion and Culture: Korean Protestants in the U.S. Sociology of Religion, vol. 66, n. 3, pp. 263-282, 2005.

MANNHEIM, Karl. Essays on the sociology of knowledge. London: Routledge & Kegan Paul, 1952.

MANNHEIM, Karl; MILLS, C. Wright; MERTON, Robert King. Sociologia do conhecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.

MIZOHATA, Sachie. Nippon Kaigi: Empire, Contradiction, and Japan’s Future. The Asia-Pacific Journal, vol. 14, 2016.

ORTIZ, Renato. O próximo e o distante: Japão e modernidade, mundo. São Paulo: Brasiliense, 2000.

POSSAMAI, Adam. Sociology of Religion for Generation X and Y. Routledge, 2009.

POSSMAI, Adam; TURNER, B. S. Authority and liquid religion in cyber-space: the new territories of religious communication. International Social Science Journal, v. 23, 2012.

SHOJI, Rafael; USARSKI, Frank. Perspectiva sociológica sobre a expansão do Budismo e das religiões japonesas no Brasil. REVER, vol.17, 2017.

SILVEIRA, João Paulo de Paula. Identidades religiosas na modernidade tardia: um estudo a partir da Seicho-No-Ie do Brasil em Goiânia. 213f. Tese (Doutorado em Sociologia) – Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal de Goiás, 2016.

VANDENBERGHE, Frédéric. As sociologias de Georg Simmel. Belém, PA; Bauru, SP: EDUPFA: EDUSC, 2005.

Downloads

Publicado

2020-07-03