TEODORICO RAPOSO E OS INTERESSES BURGUESES EM A RELÍQUIA, DE EÇA DE QUEIRÓS

Autores

Palavras-chave:

Eça de Queirós, A relíquia, Teodorico Raposo, Burguesia

Resumo

Objetiva-se, neste artigo, uma análise da narrativa A relíquia (1887), do autor português Eça de Queirós (1845-1900), à luz da teoria do romance. A partir dos pressupostos teóricos de Lukács, em A teoria do romance (2000) e em O romance como epopeia burguesa (2011), e de pressupostos críticos de outros autores, como Goldmann (1976), Pasero (2000), Schwarz (2000), Hobsbawm (2007) e Santos (2014), almeja-se evidenciar algumas das características da sociedade burguesa presentes nessa obra de Eça de Queirós. Em seguida, a análise se concentrará no personagem Teodorico Raposo e em seus interesses burgueses. Nessa obra, é possível observar as contradições do mundo burguês, sobretudo a ambição pela ascensão social, que passa a ser força motriz nas relações humanas.

Biografia do Autor

Jean Carlos Carniel, UNESP/IBILCE

Doutorando em Letras (Teoria e Estudos Literários) pela UNESP/IBILCE.

Referências

GOLDMANN, Lucien. Introdução aos Problemas de uma Sociologia do Romance. In: ______. Sociologia do romance. Tradução de Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

HOBSBAWM, Eric J. A Era do Capital: 1848-1875. Tradução de Luciano Costa Neto. 12. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

LUKÁCS, Gyorgy. A teoria do romance: um ensaio histórico-filosófico sobre as formas da grande épica. Tradução, posfácio e notas de José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Duas Cidades: Editora 34, 2000.

______. O romance como epopeia burguesa. In: ______. Arte e sociedade: escritos estéticos 1932-197. Organização, apresentação e tradução de Carlos Nelson Coutinho e José Paulo Netto. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2011.

PASERO, Carlos Alberto. Reflexos no oriente: aristocracia e industrialização n’“A relíquia” de Eça de Queirós. Veredas. Revista da Associação Internacional de Lusitanistas. Porto, vol. 3. 2000, p. 171-183. Disponível em: http://hdl.handle.net/10316.2/33931. Acesso em: 10 jun. 2017.

QUEIRÓS, Eça de. A relíquia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2014.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela Mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. 7. ed. Porto: Edições Afrontamento, 1994.

SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as batatas. São Paulo: Duas Cidades: Editora 34, 2000.

Downloads

Publicado

2020-12-29