WORLD ENGLISHES E HETEROGENEIDADE LINGUÍSTICA NAS ATIVIDADES DE LISTENING DO LIVRO DIDÁTICO CIRCLES 3 SOB A PERSPECTIVA DIALÓGICA DO DISCURSO

Autores

Palavras-chave:

Linguística, Análise Dialógica do Discurso, World Englishes, Heterogeneidade linguística, Livro didático, Formação cidadã no ensino de língua inglesa.

Resumo

Este artigo retoma parte dos resultados obtidos no trabalho de conclusão de curso (AUTOR 1, 2019). Nesta retomada, analisamos e refletimos sobre como as atividades de listening (compreensão oral) propostas na unidade 6, Immigration: push and pull factors, do livro didático Circles 3 de língua inglesa do 3º ano do Ensino Médio materializam as concepções de heterogeneidade linguística e World Englishes. Os seguintes critérios de escolha do corpus foram adotados: uma obra de língua inglesa destinada para o Ensino Médio que fosse avaliada e aprovada pelo Programa Nacional do Livro Didático – PNLD; e, um capítulo cujo o assunto tratado possibilitasse de modo mais evidente a manifestação e discussão sobre heterogeneidade linguística e World Englishes. Para tanto, adotamos como base teórico-metodológica a análise dialógica do discurso e recorremos aos estudos de Kachru (1985), Rajagopalan (2005) e Leffa (2016) no que tange aos conceitos anteriormente citados e sua relação com o ensino e o lugar da língua inglesa no mundo. Ao seguirmos a perspectiva bakhtiniana neste artigo, consideramos nosso objeto em sua relação com seus contextos de produção, circulação e recepção e, por isso, discorremos sobre os estudos relativos ao ensino e aprendizagem de língua inglesa; as Orientações Curriculares para Ensino Médio (OCEM); o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e a avaliação da coleção Circles. Para a abordagem do corpus seguimos os procedimentos bakhtinianos de descrição, análise e interpretação. Concluímos que as atividades são desenvolvidas e embasadas, linguisticamente, em contextos e realidades socioculturais heterogêneas, mas não ocorre reflexão prática sobre estes nos exercícios, sendo apresentados apenas de maneira expositiva na temática proposta pela unidade.

Biografia do Autor

Gabriel Silva e Sousa, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST)

Departamenteo: LetrasÀrea: Linguística

Bruna Lopes Fernandes Dugnani, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST)

Departamenteo: LetrasÀrea: Linguística

Referências

ASSIS-PETERSON, A. A. de (Org.) Cenas da sala de aula. Campinas-SP: Mercado de Letras, 2005.

AUTOR 1. 2019.

BAKHTIN, M. O problema do texto na linguística, na filologia e em outras ciências humanas. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2010, pp. 307-335 [Nota do tradutor: Texto de arquivos (1959-1961), não revisto pelo autor.]

BORTONI-RICARDO, S. M.; DETONNI, R. do V. Diversidades linguísticas e desigualdades sociais: aplicando pedagogia culturalmente sensível. In: COX, M. I. P.; ASSIS-PETERSON, A. A. de (Org.) Cenas da sala de aula. Campinas-SP: Mercado de Letras, 2005.

BRAIT, B. (Org.). Bakhtin, dialogismo e construção do sentido. 2 ed. Campinas: Unicamp, 2008.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. OCEM -Orientações curriculares para o ensino médio Linguagens, códigos e suas tecnologias, 2006.

CRYSTAL, D. English as a global language. Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

HYLAND, K. Disciplinary discourses: Social interactions in the construction of knowledge. London: Longman. 2000.

JORDÃO, C. M. ILA - ILF - ILE - ILG: quem dá conta? In: Revista brasileira de linguística aplicada, vol.14 no.1 Belo Horizonte Jan./Mar. 2014, p.13-40.

KACHRU, B. B. Standards, codification, and sociolinguistic realism: The English language in the outer circle. In: Quirk, R. and H. Widdowson, (eds.) English in the World: Teaching and Learning the language and the literature. Cambridge: Cambridge University Press, 1985, p.11-36.

KIRMELIENE, V.; PEREIRA, C.; LADEIA, R. Circles 3º ano: Ensino Médio. São Paulo: FTD, 2016.

KRAMSCH, C. The cultural discourse of foreign language textbooks. In: SINGERMAN, A. (Ed.). Toward a new integration of language and culture. Middlebury, VT: Northeast Conference on the Teaching of Foreign Languages, 1988. p. 63-88.

KUMARAVADIVELU, B. Understanding language teaching: from method to postmethod. New Jersey/London: Lawrence Erlbaum Associates, Publishers, 2006.

NOGUEIRA, A. L. H.; SILVA, M. A.; COLOMBO, S. R. O Trabalho do Professor em Propostas do PNLD de Ensino de Língua Portuguesa. Educ. Real., Porto Alegre, v. 43, n. 1, p. 313-336, Mar. 2018. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-62362018000100313&lng=en&nrm=iso>. access on 24 Aug. 2020. Epub Oct 05, 2017. https://doi.org/10.1590/2175-623665370.

RAJAGOPALAN, K. The concept of “world English” and its implication for ELT. ELT Journal, Oxford, v.58, n.2, 2004, p.111 – 117.

________. A geopolítica da língua inglesa e seus reflexos no Brasil: por uma política prudente e propositiva. In: LACOSTE, Y.& RAJAGOPALAN, K. (orgs). A Geopolítica do Inglês. Parábola, 2005, p. 135-159.

SILVA, M. A. A fetichização do livro didático no Brasil. Educ. Real., Porto Alegre, v. 37, n. 3, p. 803-821, Dec. 2012. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-62362012000300006&lng=en&nrm=iso>. access on 22 Aug. 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S2175-62362012000300006

SOBRAL, A.; GIACOMELLI, K. Observações didáticas sobre a análise dialógica do discurso – ADD. Domínios de Lingu@gem, [S.l.], v. 10, n. 3, p. 1076-1094, ago. 2016. ISSN 1980-5799. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/33006>. Acesso em: 23 jul. 2017. doi:http://dx.doi.org/10.14393/DL23-v10n3a2016-15.

VOLOCHÍNOV, V. N. Palavra na vida e a palavra na poesia. In: VOLOCHÍNOV, V. N. A construção da enunciação e outros ensaios. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013, pp. 71-100.

Downloads

Publicado

2020-12-29