http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/issue/feed Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 2020-12-29T01:24:35+00:00 Jean Paul d'Antony Costa Silva revistaentheoria@gmail.com Open Journal Systems <p style="user-select: text;">A <strong style="user-select: text;">ENTHEORIA: CADERNOS DE LETRAS E HUMANAS</strong> é uma ação principal e permanente do Núcleo de Pesquisas Literárias e Cinematográficas (NUPELC-CNPq), <strong style="user-select: text;">link</strong>: <a style="user-select: text;" href="http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/657386">http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/657386</a>.</p><p style="user-select: text;">A revista tem em seu tecido a proposta de Multidisciplinaridade focada nos estudos das linguagens literárias, cinematográficas, nos estudos linguísticos, literaturas africanas, estudos filosóficos, históricos, sociológicos, culturais, estudos pós-coloniais, pós-humanismo. Sua publicação é voltada para Estudantes de Graduação, Graduados, Pesquisadores <em style="user-select: text;">Lato sensu e Stricto sensu</em>, com foco nas pesquisas da área de Letras e das Ciências Humanas.</p><p style="user-select: text;"><strong style="user-select: text;">EDITOR-CHEFE:</strong> Prof. Dr. Jean Paul d'Antony Costa Silva</p><p style="user-select: text;"><strong style="user-select: text;">QUALIS B4</strong></p> http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/4064 APRESENTAÇÃO V.7, N.2 2020-12-27T01:12:26+00:00 Jean Paul d'Antony Costa Silva revistaentheoria@gmail.com Bruna Lopes Dugnani revistaentheoria@gmail.com Sherry Morgana Justino de Almeida revistaentheoria@gmail.com Nefatalin Gonçalves Neto revistaentheoria@gmail.com Jocenilson Ribeiro dos Santos revistaentheoria@gmail.com José Antonio Feitosa Apolinário revistaentheoria@gmail.com Fabio Mario da Silva Silva revistaentheoria@gmail.com <p>INTRODUCTION V.7, N.2</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3818 DIÁLOGO ACERCA DA INJUSTIÇA 2020-12-13T01:09:30+00:00 Nilo Henrique Neves dos Reis niloreis@uefs.br <p><strong>RESUMO</strong></p><p>O objetivo principal do escrito é explorar a exposição de ideias filosóficas através de um diálogo que se encaixa nos moldes do realismo mágico. A inquietação com a injustiça ainda é uma preocupação do homem contemporâneo, e, mais ainda, para os estudos da filosofia política. Em uma época em que o desejo de poder e o arbítrio de alguns homens estão corrompendo as instituições democráticas e os alicerces do republicanismo, o recurso de uma narrativa fantástica, posta por personagens irreais, poderia se encaixar perfeitamente em exemplo de situações experimentadas no cotidiano. Assim, concomitante ao primevo desiderato, o escrito mostra o elemento passional como uma marca ainda presente no tratamento da coisa pública.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3806 TEODORICO RAPOSO E OS INTERESSES BURGUESES EM A RELÍQUIA, DE EÇA DE QUEIRÓS 2020-10-28T17:53:49+00:00 Jean Carlos Carniel carniel.jc@gmail.com <p>Objetiva-se, neste artigo, uma análise da narrativa <em>A relíquia</em> (1887), do autor português Eça de Queirós (1845-1900), à luz da teoria do romance. A partir dos pressupostos teóricos de Lukács, em <em>A teoria do romance</em> (2000) e em <em>O romance como epopeia burguesa</em> (2011), e de pressupostos críticos de outros autores, como Goldmann (1976), Pasero (2000), Schwarz (2000), Hobsbawm (2007) e Santos (2014), almeja-se evidenciar algumas das características da sociedade burguesa presentes nessa obra de Eça de Queirós. Em seguida, a análise se concentrará no personagem Teodorico Raposo e em seus interesses burgueses. Nessa obra, é possível observar as contradições do mundo burguês, sobretudo a ambição pela ascensão social, que passa a ser força motriz nas relações humanas.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3811 A RESISTÊNCIA EM A ILHA SOB O MAR: PRODUÇÃO DE POSSIBILIDADES NO CONTEXTO COLONIAL 2020-12-09T01:30:52+00:00 Isabella Giordano Bezerra giordano.bella@gmail.com <p>Este trabalho propõe uma análise do romance <em>A ilha sob o mar</em>, de Isabel Allende (2019), com o objetivo de compreender as condições de existência das populações negras no cenário colonial das Américas. São levantadas três questões que são entrelaçadas pelo enredo: a resistência como prática afirmativa, a desumanização da mulher negra e a concepção da diferença racial. Glissant (2005) é uma das principais referências utilizadas para pensar a resistência como produção de possibilidade. A partir da observação das coalizões que aparecem no romance, é realizada uma análise das relações de gênero com foco na protagonista em sua condição de mulher negra e escravizada. As propostas de Lugones (2019) permitirá uma perspectiva crítica da especificidade dessa condição. A partir da representação do colonizador, são levantadas reflexões sobre os modos de operação do pensamento racista que procura racionalizar a diferença racial como desviança, conceito proposto por Deleuze e Guattari (2012). Como conclusão é observado o modo como o entrelaçamento dessas três temáticas permite a evidência de uma transformação intersubjetiva que ocorre como consequência da conquista da liberdade.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3819 LUZES E SOMBRAS? ESPECTROS DA Iª REPÚBLICA NA LITERATURA PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA 2020-11-21T15:29:08+00:00 Maria do Carmo Pinheiro Silva Cardoso Mendes mcpinheiro@ilch.uminho.pt <p>Pretendo revisitar neste ensaio as conquistas e derrotas da Primeira República Portuguesa na literatura contemporânea. A análise centra-se em três romances – <em>Levantado do Chão</em>, de José Saramago, <em>Vida e Morte dos Santiagos </em>e <em>O Segredo de Miguel Zuzarte</em>, de Mário Ventura – e uma peça teatral – <em>A Maçon</em>, de Lídia Jorge<em>.</em></p><p>Os textos revelam: <em>Levantado do Chão, </em>um desencanto irónico sobre o poder repressor da autoridade, a alienação dos mais fracos e a violência sobre classes exploradas, de modo a provar que República, mais do que uma rutura e de <em>praxis</em>, é uma continuação dos desacertos da Monarquia; os romances de Mário Ventura, uma combinação de ficção e factualidade que desvenda acontecimentos históricos futuros, sobretudo a sobrevivência de projetos republicanos; <em>A Maçon, </em>a exaltação de uma influente mulher republicana, ativista e feminista Adelaide Cabete, tornada símbolo de rebeldia e de inconformismo contra a enfraquecida visão das mulheres portuguesas na Iª República.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3950 LUKÁCS E BAZIN: O REALISMO ESTÉTICO NA LITERATURA E NO CINEMA 2020-12-09T00:38:41+00:00 Edson Silva edson.jose.avlis@gmail.com <p>O Realismo é uma das categorias mais estudadas da teoria, crítica e história das mais diversas manifestações estéticas. O objetivo desta reflexão é traçar e comparar, em linhas gerais, o pensamento estético de Gyorgy Lukács (1966) e André Bazin (1991), através da noção das suas respectivas noções de Realismo estético, seja na literatura, pela percepção do filósofo húngaro, seja no cinema, no caso do ensaísta francês. Através de textos que fornecem a dimensão histórica de Bazin (TUDOR, 2009) e Lukács (TERTULIAN, 1971) e apontam, respectivamente, seus lugares na teoria cinematográfica e literária, buscou-se uma leitura de textos ensaísticos seminais como “O que é o Cinema?”, de André Bazin e “Problemas de Realismo”, de Lukács, no sentido de identificar elementos do Realismo estético em cada um deles e desnudar as obras e procedimentos que figuram no perímetro da estética realista concebida pelos autores. Esta leitura comparativa dos dois teóricos demonstra como eles transpõem a noção de arte realista do século XIX para o XX e ainda legam um manancial de projeções que permite uma mirada aprofundada da relação entre texto e contexto histórico, junção essencial à uma teoria do Realismo estético. Os dois autores, cada um em sua seara, fornecem contribuições ainda profícuas para pensar a experiência estética no mundo contemporâneo no campo da literatura, do cinema e da arte em geral.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3854 MITO E IMAGINÁRIO EM ANUNCIAÇÃO E ENCONTRO DE MIRA-CELI, DE JORGE DE LIMA 2020-11-17T00:21:19+00:00 Luís Alberto dos Santos Paz Filho luis.paz@edu.pucrs.br <p>O presente trabalho tem como objetivo realizar uma análise da obra <em>Anunciação e encontro de Mira-Celi</em>, de Jorge de Lima, a partir de estudos acerca da linguagem do mito e do imaginário. Para efetuar este estudo, buscaram-se referenciais teóricos que refletissem acerca do papel do mito e do imaginário enquanto possibilidade simbólica para a constituição do discurso literário. Assim, estudos de Gilbert Durand, Mircea Eliade e Ernst Cassirer fazem-se presentes na medida em que possibilitam a articulação entre a lírica de Jorge de Lima e a estruturação do plano imagético simbólico de seus versos como manifestação fenomenológica de um mito.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3888 QUANDO DUAS TRAGÉDIAS SE ENCONTRAM: CONEXÕES ENTRE MEDÉIA E GOTA D’ÁGUA 2020-12-09T00:15:58+00:00 Anne Caroline Santos Nunes anne-lyne@hotmail.com Michelle Caetano michellecaetanomhc@gmail.com <p>A tragédia grega, embora tenha sua origem distante em tempo e espaço, continua a evocar questões intrinsecamente humanas e atuais: homens e mulheres confrontam-se com problemáticas, medos e desordens subjetivas. Os tragediógrafos helênicos nos deixaram uma série de produções que levantam debates sobre interesses particulares e coletivos. Tragédias que expuseram o alcance das ações individuais na vida pública e, portanto, na convivência entre os cidadãos da <em>pólis</em>. Séculos passaram-se e os textos trágicos modernos apresentam reflexões semelhantes aos deixados pelos antigos gregos, não obstante retratem temas e sujeitos caros à época de veiculação. Nesse sentido, vislumbramos, através do artigo proposto, realizar uma aproximação entre a tragédia <em>Medéia</em>, elaborada por Eurípides em 431 a.C. e a obra <em>Gota d’Água</em>, escrita por Chico Buarque e Paulo Pontes em 1975. Ambas as tragédias nos permitem pensar sobre a condição feminina e relações de gênero, dado que as protagonistas das produções analisadas vivenciam situações em comum: a perda do leito nupcial, o abandono parental e a humilhação moral.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3853 LITERACIA E PRODUÇÃO DE TEXTOS EM CONTEXTO ACADÊMICO: APONTAMENTOS SOBRE DIALOGICIDADE E AUTORIA 2020-11-17T00:20:04+00:00 Eduardo da Silva Moll eduardosilva.moll@gmail.com Kelli Machado da Rosa klro.rib@gmail.com <p>A esfera acadêmica, seus tipos de enunciados e o fazer científico nem sempre incentivam uma tomada de posição autoral por parte dos educandos, embora tal propósito seja agenda de todo Ensino Superior. Tendo como base a epistemologia bakhtiniana, o presente artigo revisiona e investiga a categoria de “autoria” no contexto acadêmico, problematizando, a partir da ideia de literacia e multiletramento, a forma com a qual os textos são explorados em aula. Em consonância com a filosofia dialógica da linguagem de Bakhtin e Círculo, argumentamos que a vivência de textos deve aliar-se a um projeto de devir autoral, sem o qual o fazer científico não se desenvolve. Delineamos, com isso, um deslocamento pedagógico da teoria bakhtiniana para o contexto de ensino superior. </p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3826 DE VÍTIMAS A ALGOZES: DISCURSO E SENTIDO EM NOTÍCIAS DE FEMINICÍDIO EM DOIS JORNAIS DO SUDOESTE MINEIRO 2020-12-10T14:39:01+00:00 Rubiana Pereira de Oliveira Santos rubianapos@hotmail.com Michelle Aperecida Pereira Lopes michelleplopes5@gmail.com <p style="user-select: text;">RESUMO:<strong style="user-select: text;"> </strong>O Brasil enfrenta diversos problemas sendo a violência contra a mulher um deles. Essa violência se manifesta de várias formas, podendo resultar até mesmo na morte das vítimas, ou seja, em feminicídios. Esse tipo de crime é um dos maiores responsáveis pelas mortes violentas de mulheres no país; apesar disso, essa violência pode ser banalizada pelos veículos de comunicação de massa. Este artigo analisa, à luz da Análise do Discurso francesa de verve foucaultiana o discurso de dois jornais da região do município de Passos, MG, ao noticiar crimes de feminicídio, elencando as regularidades utilizadas que podem colaborar para a legitimação desse tipo de crime. O estudo de cunho qualitativo dedica-se à análise de seis notícias publicadas na versão on-line dos jornais <em style="user-select: text;">Folha da Manhã</em>, da cidade de Passos e <em style="user-select: text;">Jornal do Sudoeste</em>, de São Sebastião do Paraíso, municípios do sudoeste de Minas, entre os anos de 2015 e 2020.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3858 WORLD ENGLISHES E HETEROGENEIDADE LINGUÍSTICA NAS ATIVIDADES DE LISTENING DO LIVRO DIDÁTICO CIRCLES 3 SOB A PERSPECTIVA DIALÓGICA DO DISCURSO 2020-12-09T01:01:16+00:00 Gabriel Silva e Sousa gabrielsousa3450@gmail.com Bruna Lopes Fernandes Dugnani blopesdugnani@gmail.com Este artigo retoma parte dos resultados obtidos no trabalho de conclusão de curso (AUTOR 1, 2019). Nesta retomada, analisamos e refletimos sobre como as atividades de <em>listening</em> (compreensão oral) propostas na unidade 6, <em>Immigration: push and pull factors</em>, do livro didático <em>Circles 3</em> de língua inglesa do 3º ano do Ensino Médio materializam as concepções de heterogeneidade linguística e <em>World Englishes</em>. Os seguintes critérios de escolha do <em>corpus</em> foram adotados: uma obra de língua inglesa destinada para o Ensino Médio que fosse avaliada e aprovada pelo Programa Nacional do Livro Didático – PNLD; e, um capítulo cujo o assunto tratado possibilitasse de modo mais evidente a manifestação e discussão sobre heterogeneidade linguística <em>e World Englishes</em>. Para tanto, adotamos como base teórico-metodológica a análise dialógica do discurso e recorremos aos estudos de Kachru (1985), Rajagopalan (2005) e Leffa (2016) no que tange aos conceitos anteriormente citados e sua relação com o ensino e o lugar da língua inglesa no mundo. Ao seguirmos a perspectiva bakhtiniana neste artigo, consideramos nosso objeto em sua relação com seus contextos de produção, circulação e recepção e, por isso, discorremos sobre os estudos relativos ao ensino e aprendizagem de língua inglesa; as Orientações Curriculares para Ensino Médio (OCEM); o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e a avaliação da coleção <em>Circles</em>. Para a abordagem do <em>corpus</em> seguimos os procedimentos bakhtinianos de descrição, análise e interpretação. Concluímos que as atividades são desenvolvidas e embasadas, linguisticamente, em contextos e realidades socioculturais heterogêneas, mas não ocorre reflexão prática sobre estes nos exercícios, sendo apresentados apenas de maneira expositiva na temática proposta pela unidade. 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115 http://journals.ufrpe.br/index.php/entheoria/article/view/3855 “DEUS, PÁTRIA E FAMÍLIA”: OS SENTIDOS DO FASCISMO BRASILEIRO, DO INTEGRALISMO AO POPULISMO DO SÉCULO XXI 2020-12-09T01:03:59+00:00 João Paulo Martins de Almeida joao.paulo_martins@hotmail.com <p>Neste trabalho, busca-se a elucidação dos sentidos produzidos pelo discurso do fascismo e do neofascismo brasileiros, correlacionando-as temporalmente, do integralismo ao populismo de direita do século XXI. Aponta-se a Análise do Discurso como a ciência que se preocupa com o estudo da ideologia, da História, do sujeito e dos efeitos de sentido tecidos no discurso. Intenta-se demonstrar como o fascismo irrompe no Brasil no decorrer do século XX, utilizando-se de elementos do discurso religioso para pôr em funcionamento o discurso fascista e produzir seus sentidos. Ademais, busca-se identificar os valores do neofascismo emergente no país e suas estratégias discursivas (de ordem linguística e extralinguística), presentes no <em>slogan </em>da campanha presidencial de 2018, circulante tanto na mídia tradicional (<em>outdoors</em>, propaganda político-partidária na TV) quanto nas mídias sociais. Percebe-se que o discurso do fascismo brasileiro se atualiza no hodierno de modo parafrástico e polissêmico, recuperando sentidos já-produzidos e já-ditos em 1932, quando da fundação da Ação Integralista Brasileira, e em 1964, quando da ocorrência da “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, ao mesmo tempo em que gera, também, novas significações no contexto brasileiro do século XXI.</p> 2020-12-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115