PROPOSTA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES NA GESTÃO DE SERVIÇOS FUNERÁRIOS

Autores

Palavras-chave:

Custeio Baseado em Atividades, Serviços Funerários, Estudo de multi-casos

Resumo

O objetivo deste estudo foi realizar uma proposta de implementação do custeio baseado em atividades na gestão de serviços funerários. A pesquisa se caracteriza como um estudo de multi-casos, de caráter descritivo e exploratório, com uso de um roteiro de entrevista. A proposta de implementação do ABC contempla quatro micro etapas: identificação das atividades; atribuição dos custos às atividades; identificação dos objetos de custos; e atribuição dos custos das atividades aos objetos de custos. Com os resultados da pesquisa foram possíveis identificar os custos indiretos, os recursos, as atividades e os principais direcionadores de custos para posterior análise dos serviços prestados. Apesar das limitações da pesquisa acerca do cálculo do valor de cada atividade, os resultados contribuíram para o desenvolvimento de futuros estudos referentes aos custos de serviços funerários, uma vez que pesquisas nesse tema são bastante escassas.

Biografia do Autor

José Clênio Vieira Lins, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Janaina Marques Ferreira Marques de Melo, Universidade Federal de Campina Grande

Doutorando em Engenharia de Processos na Universidade Federal de Campina Grande, possui Mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal da Paraíba (2006), Graduação em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário de João Pessoa (2001), Especialista em Auditoria pela UNP e possui MBA em Gestão Empreendedora e Inovação pela UFCG/SEBRAE/Parque Tecnológico(2017). É Professora Adjunto III da Universidade Federal de Campina Grande, Coordenadora da Pós Graduação Lato Sensu em Contabilidade para Gestão Pública e Empresarial e Coordenadora desde 2010 do Projeto de Extensão CPMEI (Capacitação Profissional para Microempreendedores), que atualmente é Programa de Extensão: "Empreendendo com Empreendedores" (desde 2018 com 3 projetos de extensão: CPMEI, Jovem Empreendedor e Pequeno Gestor Financeiro). Tem experiência na área de Administração, atuando principalmente em Empreendedorismo, Contabilidade e Análise de Custos, Contabilidade Gerencial, Controladoria, Contabilidade Ambiental e Gestão Ambiental.

Francisco Jean Carlos de Souza Sampaio, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Doutorando em Desenvolvimento Urbano - Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Urbano (MDU) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mestre em Ciências Contábeis pelo Programa de Pós Graduação em Ciências Contábeis (UFPE). Professor do curso de Administração - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e Professor do curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Referências

Baker, J. J. (1998). Activity-Based Costing and Activity-Based Management for health care. Maryland: Aspen Publishers.

Camargo, J. U. B. O. (2016). A formação de preço dos serviços prestados pelas funerárias. (Trabalho de Conclusão de Curso). Fundação Universidade Federal de Rondônia- UNIR, Cocoal, RO, Brasil.

Cokins, G, & Capusneanu, S. (2011). Sustaining an Effective ABC/ABM System. Theoretical & Applied Economics, 2(2), 47-58.

Cooper, R, & Slagmulder, R. (1998) Cost Management Beyond The Boundaries Of The Firm. Management Accounting, 79 (9), 18-20.

Ferreira, J. A S. (2010). Contabilidade de Custos. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social (6a ed.). São Paulo: Atlas.

Kotler, P, & Armstrong, G. (2007). Princípios do Marketing (12a ed.). São Paulo: Pearson Pretince Hall.

Lisboa, S. M., Klein, A. Z, & Souza, M. A. (2019). Auditoria Operacional com o uso da gestão baseada em atividades (ABM) em organizações públicas: proposições de um método. Base- Revista de administração e contabilidade da Unisinos, 16(2), 200-234.

Machado, N. V. A. R., Cruz, F. R., Gumier, E. L, & Gonzaga, R. P. (2018) Custeio baseado em atividades: O que revelam os estudos brasileiros? Pensar Contábil, 20(72), 30-39.

Marçal, J. V. K., Souza, F. F., & Gasparetto, V. (2019). Custos para Servir e Rentabilidade de Clientes em uma empresa de desenvolvimento de Software. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 14(2), 1-16. Recuperado de: https://revistas.ufrj.br/index.php/scg/article/view/14750/pdf Doi: https://doi.org/10.21446/scg_ufrj.v0i0.14750

Martins, E. (2010). Contabilidade de Custos (10ª ed.). São Paulo: Atlas.

Mieth, R. (2016). A Relevância da gestão estratégica de custos na formação do preço de produtos. (Trabalho de Conclusão de Curso de Pós Graduação Lato Sensu em Finanças e Mercado de Capitais). Universidade Regional do Noroeste, Rio Grande Do Sul, Brasil.

Marconi, M. A., Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos de metodologia científica (5a ed.). São Paulo: Atlas.

SEBRAE/SP. Serviço de apoio às micro e pequenas empresas. São Paulo (2002). Gestão dos custos nas MPEs paulistas: um estudo exploratório. 2002. Recuperado em 15 de outubro de 2019. Recuperado de: http://www.sebraesp.com.br/arquivos_site/biblioteca/EstudosPesquisas/estudos_tem aticos/gestao_custos_mpes.pdf

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Site Disponível em: < www.sebrae.com.br >. Acesso em: agosto de 2019.

Serratine, K. de C., & Raupp, F. M. (2013). Proposta de implementação do custeio baseado em atividades na gestão de serviços odontológicos. Revista Catarinense da Ciência Contábil, CRCSC, Florianópolis, 12(34), 9-22.

SINCEP. 2018. Sindicato dos Cemitérios e Crematórios Particulares. Disponível em: <http://www.sincep.com.br/portalpt/> Acesso em: 2 de outubro de 2019.

Souza, A. R. L. de., & Barsanti, H. G. (2018). Método de custeio baseado em atividades: uma pesquisa bibliométrica. Pensar contábil, Rio de Janeiro, 20(73), 44-54.

Souza, A., & Clemente, A. (2010). Gestão da informação de custos: aplicações operacionais e estratégicas. Apostila de Mestrado em Administração. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba.

TELELISTAS. 2019. Página inicial. Disponível em: < https://www.telelistas.net//>. Acesso em: 15 de out. de 2019.

Tinoco, J. E. P., & Carvalho, J. V. (2005). Otimização de resultados econômicos em empresas industriais que utilizam os sistemas de custeio e de gestão ABC/ABM combinados com o EVA. Base- Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 2(1), 27-36.

Zanievicz, M., Beuren, I. M., Santos, P. S. A., & Kloeppel, N. R. (2013) Métodos de custeio: uma meta-análise dos artigos apresentados no congresso brasileiro de custos no período de 1994 a 2010. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, 15(49), 601-616.

Downloads

Publicado

2020-10-31

Edição

Seção

Artigos