Avaliação da percepção sobre zoonoses com agentes de saúde, combate a endemias e docentes de escola públicas, do entorno da Estação Ecológica de Caetés, Região Metropolitana do Recife-PE, Brasil

George José Alves Costa, Sandra Maria Almeida Cavalcanti, Narciso Melo Lins Filho, Samanta Della Bella, Maria Fernanda Vianna Marvulo, Rozélia Bezerra, Leucio Câmara Alves, Jean Carlos Ramos Silva

Resumo


Objetivou-se avaliar o aprendizado de professores da disciplina Ciências da Natureza de escolas próximas à Estação Ecológica de Caetés, agentes comunitários de saúde (ACS) e de agentes de combate a endemias (ACE) dos municípios de Abreu e Lima e Paulista, PE, com relação às zoonoses leptospirose, toxoplasmose, raiva e leishmanioses. No primeiro momento foi aplicado um questionário sobre as doenças, tocante ao conceito de zoonoses e sua cadeia epidemiológica. Após as ações de Educação e Saúde foi feito um segundo questionário para verificar o aumento do nível de conhecimento dos participantes. No primeiro questionário cada participante em média, acertou 13 questões a mais do que errou e esta média aumentou para 27 questões mais certas do que erradas no segundo questionário. Em geral, os ACS, ACE e professores possuíam um bom domínio de zoonoses comuns ao seu cotidiano, seja nas campanhas de saúde, ou citadas nas mídias e presentes em meio urbano, como a leptospirose e a raiva. No entanto, em relação às zoonoses negligenciadas como a toxoplasmose e as leishmanioses, os participantes possuíam um nível de conhecimento insuficiente, levando em consideração seu papel de educador.  O conhecimento da cadeia epidemiológica da raiva e da leptospirose foi maior do que a toxoplasmose e as leishmanioses. Este trabalho representou a primeira descrição de atividades de educação em saúde sobre zoonoses para ACS, ACE e professores de escolas no entorno de uma Unidade de Conservação no nordeste do Brasil.

Palavras-chave


epidemiologia, educação, SUS, capacitação.

Texto completo:

PDF

Referências


Acha, P.N.; Szyfres, B. Zoonosis y enfermedades transmisibles comunes al hombre y a los animales. 2. ed. Washington: Organization Panamericana de La Salud, Publicación Científica n. 503, 1986. 989 p.

Almeida, J. C.; Bollmann, C.; Marinho, A.P; Skalski, J.; Amaral, C.H.; Biondo, A.W.; Svoboda, W.K; Wouk, A.F.P.F. Percepção sobre zoonoses de professores e Agentes Comunitários de Saúde do Município de Quatro Barras - PR. Higiene Alimentar, 23: 602-603, 2009. Bezerra, T.M.O.; Feliciano, A.L.P.; Alves, A.G.C. Percepção ambiental de alunos e professores do entorno da Estação Ecológica de Caetés - Região Metropolitana do Recife-PE. Revista Biotemas, 21(1): 147-160, 2008. Borges, B.K.A.; Silva, J.A.D.; Haddad, J.P.A.; Moreira, E.C.; Magalhães, D.F.D.; Ribeiro, L.M.L., Fiúza, V.D.O.P. Avaliação do nível de conhecimento e de atitudes preventivas da população sobre a leishmaniose visceral em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 24(4): 777-784, 2008. Branco, B.H.M.; Araújo, S.M.; FalavignaGuilherme, A.L. Prevenção primária da toxoplasmose: conhecimento e atitudes de profissionais de saúde e gestantes do serviço público de Maringá, estado do Paraná. Revista Scientia Medica, 22(4): 185-190, 2012. BRASIL. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Guia de vigilância epidemiológica. 7. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 816 p. Costa, G.J.A.; Ramos, R.A.N.; Pimentel, D.S.; Faustino, M.A.G. Alves, L.C. Educação em saúde em Petrolina: ensino-aprendizagem sobre o Calazar ou Leishmaniose Visceral Americana. In: JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, 11., 2009, Recife. Anais... Recife, 2009. p. 199. Costa, I.C.C.; Unfer, B.; Oliveira, A.G.R.C. Investindo na promoção de saúde: Programas de Saúde da Família (PSF) e Agente Comunitário de Saúde (PACS), uma análise de suas performances em oito municípios brasileiros. Revista Aboprev, 1(1): 30-37, 1998. Costa, M.; Lopez, E. Educación para la salud. Madrid: Pirámide, p. 25-58,1996 Espínola, F.D.S.; Costa, I.C.C. Agentes comunitários de saúde do PACS e PSF: Uma análise de sua vivência profissional. Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo, 18(1): 43-51, 2006.

Fraga, L.S.; Cardoso, K.M.; Pfuetzenreiter, M.R. As práticas docentes e abordagem sobre zoonoses no ensino fundamental. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. 7., 2009. Florianópolis. Anais... Florianópolis, Abrapec. 2009. Gama Neto, J.L.; Paulo, C.S.; Passos, M.A.B. Nível de conhecimentos sobre leishmaniose tegumentar americana entre moradores da vila do Apiaú, município de Mucajaí, Roraima, Brasil. Revista Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, 4(1): 59-68, 2012. Gama M.E.A.; Sousa Barbosa, J.; Pires, B.; Cunha, A.K.B.; Freitas, A.R.; Ribeiro, I.R.; Costa, J.M.L. Avaliação do nível de conhecimento que populações residentes em áreas endêmicas têm sobre leishmaniose visceral, estado do Maranhão, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 14(2): 381-90, 1998. L’Abbate, S. Educação e serviços de saúde: avaliando a capacitação dos profissionais. Cadernos de Saúde Pública, 15(2): 15-27, 1999. Lima, A.M.A.; Alves, L.C.; Faustino, M.A.D.G.; Lira, N.M.S.D. Percepção sobre o conhecimento e profilaxia das zoonoses e posse responsável em pais de alunos do préescolar de escolas situadas na comunidade localizada no bairro de Dois Irmãos na cidade do Recife (PE). Ciência e Saúde Coletiva, 15(1) 1457-1464, 2010. Maciel, M.E.D.; Oliveira Borges, P.K.; Moura Sales, C.; Renovato, R.D. Educação em saúde na percepção de agentes comunitários de saúde. Cogitare Enfermagem, 14(2): 340345, 2009. Pedrosa, J.I.S. Educação Popular no Ministério da Saúde: identificando espaços e referências. In: BRASIL. Ministério da Saúde. Caderno de Educação Popular e Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, p. 13-17, 2007. PERNAMBUCO. Agência estadual de meio ambiente e recursos hídricos-CPRH. Unidades de Conservação. Disponível em: < http://www.cprh.pe.gov.br/Unidades_de_Con servacao/descricao_das_unidades/41788%3B 48981%3B5001%3B0%3B0.asp> Acesso em: 02 mai. 2016. Rylands, A.B.; Brandon, K. Unidades de conservação brasileiras. Megadiversidade, v.1, n.1, p.27-35, 2005. Salci, M.A.; Maceno, P.; Rozza, S.G.; Silva, D.M.G.V.; Boehs, A.E.; Heidemann, I.T.S.B. Educação em Saúde e suas perspectivas teóricas: algumas reflexões. Texto Contexto Enfermagem, 22(1): 224-230, 2013. Silva, J.C.R. Biodiversidade e saúde. In. Franke C.R.; Rocha, P.L.B.; Klein, W.; Gomes, S.L. Mata Atlântica e biodiversidade. 1. ed. Salvador: Edufba, 2005. Cap. 5, p. 191-219. Souza, P.; Silva, M.; Pierre, E.; Oliveira, E.; Paploski, I. Educação para crianças do ensino fundamental na prevenção da raiva transmitida por morcegos em Guaraqueçaba,

Paraná. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA. 35., 2008, Gramado. Anais... Gramado, 2008. p. 6. Tomê, R.O.; Serrano, A.C.M.; Nunes, C.M.; Perri, S.H.V.; Bresciani, K.D.S. Inquérito epidemiológico sobre conceitos de zoonoses parasitárias para professores de escolas municipais do ensino infantil de Araçatuba- SP. Revista Ciência e Extensão, 2(1): 1-11, 2005.




DOI: https://doi.org/10.26605/medvet-n1-1627

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
 
 
Medicina Veterinária (UFRPE)
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de Medicina Veterinária
Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n
Dois Irmãos, Recife, Pernambuco
CEP: 52171-900. Brasil.
+55 (081) 3320-6401