Análise dos acidentes de trânsito ocasionados por animais nas rodovias federais do estado de Pernambuco, Brasil

Jenner Mendes Muniz Jardim, Rafael Artur da Silva Júnior, Ingrid Cavalcanti Pascoal, Andrea Alice da Fonseca Oliveira, José Wilton Pinheiro Junior

Resumo


Objetivou-se analisar durante o triênio 2012-2014 as ocorrências de acidentes de trânsito ocasionados por animais nas rodovias federais do estado de Pernambuco, com base em informações obtidas no banco de dados do sistema operacional da Polícia Rodoviária Federal, o Siger2. Foram analisadas as variáveis: quantitativo de acidentes por ano, tipo de veículo, rodovia de ocorrência, tipo de pista, traçado da via, condições meteorológicas, fase do dia, tipo do solo (perímetro da via), sexo, idade dos condutores e estado físico das vítimas. No triênio de 2012 a 2014 foram registrados 1.013 acidentes do tipo atropelamento animal. Constatouse maior ocorrência de acidentes no ano de 2012 (40,1%), ocasionados por automóveis (46,9%), na BR 232 (37,5%), em pista simples (72,8%) com trechos em linha reta (92,8%), em céu claro (67,4%), fase de plena noite (65,7%), e no perímetro rural (72,2%). Predominaram os condutores do sexo masculino (86,3%), com idade entre 18 a 40 anos (54,5%) e 63,3% das vítimas foram classificadas como ilesas. Considera-se fundamental a implementação de políticas públicas e medidas mitigatórias que forneçam subsídios para melhorias na conservação e sinalização das rodovias, bem como a elaboração de programas destinados a minimizarem o acesso dos animais as rodovias e campanhas educativas direcionadas aos tutores de animais e condutores, sendo a participação do médico veterinário essencial na elaboração e implementação dessas medidas.

Palavras-chave


atropelamento animal, condutores, levantamento, polícia rodoviária federal.

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, S.M.; Soares, D.A.; Braga, G.P.; Moreira, J.H.; Botelho, F.M.N. Risky behavior for traffic accidents: a survey among medical students in Southern Brazil. Revista da Associação Médica Brasileira, 49: 439444, 2003. BRASIL. Novo Código Civil Brasileiro. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Legislação Federal, 2002. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2016. DETRAN-PE - Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco Estatísticas. Recife, 2016. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2016. DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Anuário estatístico das rodovias federais 2010: Acidentes de trânsito e ações de enfrentamento ao crime. Brasília, 2010. 687p. Disponível em: Acesso em: 17 nov. 2016. DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Estatísticas de acidentes. 2012. p. 28. Disponível em: Acesso em: 17 nov. 2016. Freitas, S.R.; Barszcz, L. B. A perspectiva da mídia online sobre os acidentes entre veículos e animais em rodovias brasileiras: uma questão de segurança? Revista Desenvolvimento e Meio Ambiente, 33:261-276, 2015.

GLOBO COMUNICAÇÃO (Sergipe) (ed.). Quantidade de acidentes com animais cai pela metade em Sergipe. G1 SE. [Aracajú], 22 maio 2014. Disponível em: . Acesso em: 11 nov. 2016. IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Relatório de Pesquisa. Acidentes de Trânsito nas Rodovias Federais Brasileiras Caracterização, Tendências e Custos para a Sociedade. Brasília, 2015. 42 p. Disponível em: Acesso em: 13 nov. 2016. Kaiser, G. Delincuencia de tráfico y prevención general. Investigaciones sobre la criminología y el derecho penal del tráfico. Madrid: Espasa-Calpe, 1979. 556p. Langley, R. L.; Higgins, S. A.; Herrin, K. B. Risk factors associated with fatal animal-vehicle collisions in the United States, 1995–2004. Wilderness & Environmental Medicine, 17:229-239, 2006.

Leger, D. The cost of sleep-related accidents: A report for the National Commission on Sleep Disorders Research. Sleep, 17:84-93, 1994. Marín L.; Queiroz, M. S. A atualidade dos acidentes de trânsito na era da velocidade: uma visão geral. Cadernos de Saúde Pública, 16:7-21, 2000. PRF – Polícia Rodoviária Federal. Estatísticas: Relatório 2010-2014. 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2016. Reis, C. Animais em vias públicas e a responsabilidade dos respectivos donos. Revista Jurídica Cesumar, 2:5-9, 2003. Višnjiæ, V.; Pušiæ, M. Analysis of traffic accidents in the area of small towns in the Republic of Croatia. Traffic & Transportation, 21(2):129-140, 2009. WHO. World Health Organization. The epidemiology of road traffic accidents. Copenhagen: WHO Regional Office for Europe, 1976. 38p.




DOI: https://doi.org/10.26605/medvet-n1-1628

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
 
 
Medicina Veterinária (UFRPE)
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de Medicina Veterinária
Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n
Dois Irmãos, Recife, Pernambuco
CEP: 52171-900. Brasil.
+55 (081) 3320-6401