Ocorrência de Listeria spp. em salame tipo Italiano comercializados em supermercados do bairro de Casa Amarela, Recife-PE

Autores

  • Camila Araújo Sousa de Sá Pessoa Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, R. D. Manuel de Medeiros, s/n - Dois Irmãos, CEP. 52171-900, Recife, PE.
  • Breno Bezerra Aragão Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, R. D. Manuel de Medeiros, s/n - Dois Irmãos, CEP. 52171-900, Recife, PE.
  • Caio Alves da Costa Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, R. D. Manuel de Medeiros, s/n - Dois Irmãos, CEP. 52171-900, Recife, PE.
  • Haliny Cristina Silva Santos Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, R. D. Manuel de Medeiros, s/n - Dois Irmãos, CEP. 52171-900, Recife, PE.
  • Maria Goretti Varejão da Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, R. D. Manuel de Medeiros, s/n - Dois Irmãos, CEP. 52171-900, Recife, PE.
  • Andrea Paiva Botelho Lapenda de Moura Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, R. D. Manuel de Medeiros, s/n - Dois Irmãos, CEP. 52171-900, Recife, PE.

DOI:

https://doi.org/10.26605/medvet-v14n4-2724

Palavras-chave:

segurança dos alimentos, inspeção, produtos cárneos, doença transmitida por alimento.

Resumo

Atualmente, os alimentos prontos para consumo têm se popularizado. Isto se deve ao fato da conveniência e propriedades nutricionais encontradas nesses produtos. Embora sofram processamento tecnológico na fabricação, falhas higiênico-sanitárias podem se tornar um sério risco à saúde do consumidor devido à veiculação de patógenos. Dentre estes, destaca-se o gênero Listeria que tem importância para a indústria de alimentos e saúde pública. Assim, objetivou-se neste estudo a detecção de Listeria spp. em salames tipo Italiano fatiados, embalados a vácuo e comercializados em supermercados do bairro de Casa Amarela, Recife-PE. Foram coletadas 22 amostras de salames tipo Italiano fatiados, embalados a vácuo das três principais marcas brasileiras, estas foram analisadas de acordo com a metodologia da Instrução Normativa de nº62/2003 do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.  Dentre as amostras estudadas foi detectada uma ocorrência de 13,64% (3/22), este dado revela possíveis falhas na elaboração do alimento estudado, além de evidenciar a presença de Listeria spp. em salames tipo Italiano fatiados e embalados a vácuo.

Referências

Araújo, P.C.C.; Franco, R.M.; Oliveira, L.A.T.; Carvalho, J.C.A.P. Ocorrência de Listeria monocytogenes em produtos de carne de peru comercializados na cidade de Niterói-RJ- Brasil. Acta Scientiae Veterinariae, 30(1): 19-25, 2002.

Barancelli, G.V.; Silva-Cruz, J.V.; Porto, E.; Oliveira, C.A.F. Listeria monocytogenes: Ocorrência em produtos lácteos e suas aplicações em saúde pública. Arquivos do Instituto Biológico, 78(1): 155-168, 2011.

Borges, M.F.; Siqueira, R.S.; Bittencourt, A.M.; Vanetti, M.C.D.; Gomide, L.A.M. Ocorrência de Listeria monocytogenes em salame. Revista de Microbiologia, 30(4): 362-364, 1999.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução-RDC nº12, de 02 de janeiro de 2001. Aprova Regulamento técnico sobre os padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 2001. Disponível em:< http://portal.anvisa.gov.br/documents/33880/2568070/RDC_12_2001.pdf/15ffddf63767-4527-bfac-740a0400829b> Acesso em: 20 abr. 2020.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa nº 62 de 26 de agosto de 2003. Oficializa os Métodos analíticos oficiais para análises microbiológicas para controle de produtos de origem animal e água. Brasília: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2003. Disponível em: <http://www.agricultura.gov.br/>. Acesso em: 15 ago. 2019.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa nº 9 de 8 de abril de 2009. Oficializa os Procedimentos de Controle da Listeria monocytogenes em produtos de origem animal prontos para o consumo. Brasília: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2009. Disponível em: <http://www.agricultura.gov.br/>. Acesso em: 17 ago. 2019.

Bussab, W.O.; Morettin, P.A. Estatistica básica. 5ª ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

Graves, L.M.; Helsel, L.O.; Steigerwalt, A.G.; Morey, R.E.; Daneshvar, M.I.; Roof, S.E.; Orsi, R.H.; Fortes, E.D.; Milillo, S.R.; Den Bakker, H.C.; Wiedmann, M.; Swaminathan, B.; Saunders. B.D. Listeria marthii sp. nov., isolated from the natural environment, Finger Lakes National Forest. International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology, 60(6): 1280- 1288, 2010.

Guillet, C.; Join-Lambert, O.; Le Monnier, A.; Leclercq, A.; Mechaï, F.; Mamzer-Bruneel, M. F.; Bielecka, M. K.; Scortti, M.a; Disson, O.; Berche, P.; Vazquez-Boland, J.; Lortholary, O.; Lecuit, M. Human listeriosis caused by Listeria ivanovii. Emerging Infectious Diseases, 16(1): 136-138, 2010.

Jay, J.M. Microbiologia de alimentos. 6a ed., Porto Alegre: Artmed, 2005. p. 517-542.

Leclercq, A.; Clermont, D.; Bizet, C.; Grimont, P.A.; Le Flèche-Matéos, A.; Roche, S.M.; Buchrieser, C.; Cadetdaniel, V.; Le Monnier, A.; Lecuit, M.; Allerberger, F. Listeria rocourtiae sp. nov. International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology, 60(9): 2210-2214, 2010.

Liu, D. Identification, subtyping and virulence determination of Listeria monocytogenes, an important foodborne pathogen. Journal of Medical Microbiology, 55: 645-659, 2006.

Mahgoub, S.A.; El-Mekkawy, R.M.; Abd El-Hack, M.E.; El-Ghareeb, W.R.; Suliman, G.M.; Alowaimer, A.N.; Swelum, A. A. Inactivation of Listeria monocytogenes in ready-to-eat smoked turkey meat by combination with packaging atmosphere, oregano essential oil and cold temperature. AMB Express, 9(54): 1-9, 2019.

Maury, M.M.; Bracq-Dieye, H.; Huang, L.; Vales, G.; Lavina, M.; Thouvenot, P.; Disson, O.; Leclercq, A.; Brisse, S.; Lecuit, M. Hypervirulent Listeria monocytogenes clones’ adaption to mammalian gut accounts for their association with dairy products. Nature Communications, 10 (2488): 1-12, 2019.

Oliveira, M.M.M.; Brugnera, D.F.; Alves, E.; Piccoli, R.H. Biofilm formation by Listeria monocytogenes on stainless steel surface and biotransfer potential. Brazilian Journal of Microbiology, 41: 97-106, 2010.

Possas, A.; Posada-Izquierdo, G.D.; Pérez-Rodríguez, F.; Valero, A.; García-Gimeno, R.M.; Duarte, M.C.T. Application of predictive models to assess the infuence of thyme essential oil on Salmonella Enteritidis behaviour during shelf life of ready-to-eat turkey products. International Journal of Food Microbiology, 240(2): 40-46, 2017.

Robert, L.B.; Leon, G.M.G.; Melinda, M.H.; Timothy, C.J.; Richard, C.W. A review of Listeria monocytogenes: An update on outbreaks, virulence, dose-response, ecology, and risk assessments. Food Control, 75: 1-13, 2017.

Sakate, R.I.; Aragon, L.C.; Raghiante, F.; Landgraf, M.; Franco, B.D.G.M.; Destro, M.T. Quantificação de Listeria monocytogenes em salames fatiados embalados a vácuo. Archivos Latinoamericanos de Nutrición, 53(2): 184-187, 2003.

Sampaio, I.B.M. Estatística aplicada à experimentação animal. Belo Horizonte: Fundação de Ensino e Pesquisa em Medicina Veterinária e Zootecnia, 1998. 221p.

Stinghen, A.E.M.; Albini C.A.; Souza, H.A.P.H.M. Coloração de Gram: como fazer, interpretar e padronizar. Curitiba: Microscience, 2002. 70p.

Downloads

Publicado

2020-11-26

Edição

Seção

Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal