Efeitos da semente de sucupira-branca (Pterodon emarginatus, Vogel) sobre a inflamação na articulação coxofemoral em cães avaliados pela termografia

Fernanda Lúcia Passos Fukahori, Michelle Suassuna de Azevedo Rêgo, Vanessa Carla Lima Silva, Daniela Maria Bastos Souza, George Chaves Jimenez, Evilda Rodrigues de Lima

Resumo


Objetivou-se verificar o efeito anti-inflamatório na articulação coxofemoral em cães, do extrato da semente de sucupira-branca utilizando como veículo o Biotônico Fontoura®. Obteve-se o extrato por meio da associação com o Biotônico Fontoura®, que permaneceu sob maceração por sete dias em refrigeração a 4°C, sendo posteriormente filtrado e acondicionado em frasco âmbar, fechado, devidamente identificado. Obteve-se o Meloxicam no comércio local. Após a anamnese, os exames complementares e a avaliação termográfica, 23 animais que se encaixavam nos pré-requisitos receberam todas as instruções. Os animais do grupo fito receberam um frasco com o extrato, para ser administrado 2,5 mL na dose e 300 mg/kg, via oral, diariamente pela manhã, por 21 dias; os do grupo alopático receberam 21 comprimidos de Meloxicam, para ser administrado conforme o fabricante. Os animais foram acompanhados pela termografia nos tempos T=0 dias, T=10 dias e T=21 dias, sendo avaliados hematológica e radiograficamente no início e no fim da pesquisa. Animais do grupo fito apresentaram efeito positivo do extrato na resolução do processo inflamatório da articulação, sendo 61% mais eficaz do que o grupo Meloxicam. Não houve alterações nos parâmetros hematológicos, bioquímicos e radiográficos.


Palavras-chave


artrite; Biotônico Fontoura®; Meloxicam; termodiagnóstico; temperatura.

Texto completo:

PDF

Referências


Bandeira, F.; Moura, M.A.M.; Souza, M.A.; Nohama, P.; Neves, E.B. Pode a termografia auxiliar no diagnóstico de lesões musculares em atletas de futebol? Revista Brasileira Medicina Esporte, 18(4): 246-251, 2012.

Basile, R.C.; Filho, D.Z.; Polo, T.S.; Queiroz-Neto, A.; Macoris, D.G. Acompanhamento pós-cirúrgico de desmotomia do ligamento anular plantar de equino com auxílio de termografia quantitativa: relato de caso. Revista Veterinária Zootecnia Minas, 109: 131-132, 2011.

Colville, T.P. Anatomia e Fisiologia Clínica para Medicina Veterinária. In: Colville, T.P.; Bassert, J.M. Anatomia e fisiologia clínica para medicina veterinária. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

Fukahori, F.L.P.; Rêgo, M.S.A.; Lira, F.J.C.; Dias, M.B.M.C.; Leitão, R.S.C.; Silva, V.C.L.; Silva Neto, J.F.; Souza, D.M.B.; Gimenez, G.C.; Lima, E.R. Atividade espontânea e determinação da toxicidade do óleo essencial da semente de sucupira (Pterodon emarginatus, Vogel) usado em camundongos. Ciência Veterinária nos Trópicos, 18(3): 18-29, 2015.

Jain, N. C. (ed). Essentials of veterinary hematology. Philadelphia: Lea and Febiger, 1993. 420p.

Kaneko, J.J.; Harvey, J.W.; Bruss, M.L. (ed.). Clinical biochemistry of domestic animals. 5th ed. New York: Academic Press, 1997. 932p.

Lorenzi, H.; Matos, F.J.A. Plantas medicinais do Brasil: Nativas e exóticas. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2002. 576p.

Moraes, W.F.; Galdino, P.M.; Nascimento, M.V.M.; Vandeerlinde, F.A.; Bara, M.T., Costa, E.A., de Paula, J.R. Triterpenoids involved in the anti-inflamatory effect of ethanolic extract of Pterodon emarginatus Vogel stem bark. Journal of Natural Medicines, 66: 202-207, 2012.

Nogueira, S.R.; Tudury, E.A. Exame clínico ortopédico em cães e gatos: part 1. Clínica Veterinária, 36: 34-58, 2002.

Nogueira, S.R.; Rocha, L.B.; Tudury, E.A. Utilização do índice de distração no diagnóstico da displasia coxofemoral canina. Clínica Veterinária, 54: 28-42, 2005.

O’Reilly, J.D.; Mallet, A.J.; Mcanlis, G.T.; Young, I.S.; Halliwell, B. Consumption of flavonoids in onions and black tea lack of effect on flavonoids from Stachys chrysantha and Stachys candida. Biological and Pharmaceutical Bulletin, 23(1): 47-53, 2000.

Purohit, R.C.; Mccoy, M.D. Thermography in the diagnosis of inflamatory process in the horse. American Journal of Veterinary Research, 41(8): 1167-1174, 1980.

Purohit, R.C.; Schumacher, J.; Molloy, J.M.; Smith, J.W.; Pascoe, D.D. Elucidation of thoracic and lumbosacral dermatomal patterns in the horse. International Journal of Thermal Sciences, 13: 79, 2003.

Reis, J.C. Comparação de grupos. In:_____. Estatística aplicada à pesquisa em ciência veterinária. Olinda: Luci Artes Gráficas, 2003. p.313-320.

Ring, E.F.J.; AMMER, K. Thermal imaging in the disease of the skeletal and neuromuscular systems. In: Diakides, N.A.; Bronzino, J.D. Medical infrared imaging, 17: 1-15, 2008.

Roberto, J.V.B.; Souza, B.B. Utilização da termografia de infravermelho na medicina veterinária e na produção animal. Journal of Animal Behaviour and Biometeorology, 2(3): 73-84, 2014.

Rocha, L.B.; Tudury, E.A.; Roehsig, C.; Baraúna, D.; Chioratto, R.; Araújo, F.P.; Kemper, B. Denervação articular coxofemoral em cães com doença articular degenerativa secundária à displasia. Ciência Animal Brasileira, 14(1): 120-134, 2013.

Segundo, F.A.S.; Azevedo, A.S. Termografia na avaliação de processo inflamatório. Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária e Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA, 1. 2015, Curitiba. Anais [...]. Curitiba, 2015. p. 0278-0282.

Spindola, H.M.; Servat, L.; Denny, C.; Rodrigues, R.A.F.; Eberlin, M.N.; Cabral, E.; Sousa, I.M.; Tamashiro, J.Y.; Cravalho, J.E.; Foglio, M.A. Antinociceptive effect of geranylgeraniol and 6α,7ß-dihydroxyvouacapan-17ß-oate methyl ester isolated from Pterodon pubescens Benth. BMC. Pharmacology and Toxicology, 10: 1-10, 2010.

Tasaka, A.C. Anti-inflamatórios não esteroidais. In: Spinosa, H.S.; Górniak, S.L.; Bernardi, M.M. Farmacologia aplicada à medicina veterinária de Spinosa. 5ª ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. p.245-260.

Wannamacher, L.; Ferreira, M.B.C. Anti-inflamatórios não-esteroides. In: Fuchs, F.D.; Wannamacher, L.; Ferreira, M.B.C. Farmacologia clínica: fundamentos da terapêutica racional. 3ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. p.298-305.




DOI: https://doi.org/10.26605/medvet-v14n2-3763

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
 
 
Medicina Veterinária (UFRPE)
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de Medicina Veterinária
Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n
Dois Irmãos, Recife, Pernambuco
CEP: 52171-900. Brasil.
+55 (081) 3320-6401