COMO OS MOVIMENTOS SOCIAIS SE RELACIONAM COM O CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS

Autores

Palavras-chave:

Movimentos sociais, Universidade, Extensão

Resumo

O trabalho tem por intuito compreender como os movimentos sociais se relacionam com a Universidade. Foi feito um mapeamento das atividades extensionistas coordenadas por  docentes do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal Rural de Pernambuco, vigentes no ano de 2014. O resultado é que há intenção e prática de diálogo de saberes nos projetos de extensão analisados. 

Biografia do Autor

Lara Albuquerque Rodrigues, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Graduada em Bacharelado em Ciências Sociais - DECISO.

Referências

ANGROSINO, Michael. Etnografia e observação participante. Porto Alegre. Artmed, 2009 Coleção pesquisa qualitativa, coordenada por Uwe Flick).

BENZAQUEN, Júlia F. Reflexões a respeito da ideia de (r)existências do Sul. In: Estudos. Soc. [online]. 2014, vol. 2, n. 20. Disponível em: ww.revista.ufpe.br/revsocio/index.php/revista/article/view/385

FREIRE, Paulo. Extensão ou Comunicação?. 13.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982;2006.

GOHN, Maria da Glória (2011). Movimentos sociais na contemporaneidade. In: Revista Brasileira de Educação. V. 16. n. 47, Maio-ago. 2011.

GOHN, Maria da Glória. Teorias dos Movimentos Sociais. São Paulo : Edições Loyola, 2004, v.1. p.396, 4.?ed.

GOHN, Maria da Glória; BRINGEL, Breno M. Introdução: A discussão contemporânea sobre os movimentos sociais. In: Maria da Glória Gohn, Breno M. Bringel (orgs.), Movimentos sociais na era global. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012. p. 07-16.

HUMBOLDT, Guillermo. Sobre a organização interna e externa dos estabelecimentos científicos superiores em Berlim. In: LA IDEA de la universidad en Alemania. Buenos Aires: Editorial Sudamericana, 1959.

JEZINE, Edineide. Universidade-sociedade e extensão universitária. Construções teórico- etodológicas. 2004. Disponível em www.anped11.uerj.br/28/GT11-1110--Int.rtf.

LACLAU, Ernesto; MOUFFE, Chantal. Hegemony and Socialist Strategy. Towards a radical democratic politics. London: Verso, 1985.

MELUCCI, Alberto. A invenção do presente: movimentos sociais nas sociedades complexas. Rio de Janeiro: Vozes, 2001.

SANTOS, Boaventura de Sousa. “A Universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da Universidade. São Paulo: Cortez Editora; 2005.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2009 (Capítulo I, p.17-49).

TOURAINE. Alain. Igualdade e Diversidade: o sujeito democrático. Tradução de Modesto Florenzano. São Paulo: EDUSC, 1998.

THIOLLENT, Michel. Crítica metodológica, investigação social e enquete operária. 5.ed. São Paulo: Polis, 1980.

Downloads

Publicado

2020-12-21