https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/issue/feed Revista Cadernos de Ciências Sociais da UFRPE 2022-12-20T01:21:49+00:00 J. C. Marçal introitu@hotmail.com Open Journal Systems <p>A Revista Cadernos de Ciências Sociais é fruto da necessidade publicizar ideias e conhecimentos no âmbito das Ciências Sociais. Nasceu da proposta do Conselho Editorial do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE, em criar uma publicação que pudesse articular o trabalho de professores, pesquisadores e estudantes das Ciências Sociais do Nordeste do Brasil em interação com os demais campos de produção das Ciências Sociais no mundo.</p> <p><strong>ISSN</strong>: 2316-977X<br /><strong>e-ISSN</strong>: 2446-6662<br /><strong>Qualis</strong>: B4 - Sociologia<br /><strong>Periodicidade</strong>: Semestral<br /><strong>Editor gerente</strong>: Dr. José Carlos Marçal<br /><strong>Contato</strong>: revistacadernoscienciassociais@ufrpe.br</p> https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/article/view/5355 UM PROJETO POLÍTICO PARA OS EXCLUÍDOS 2022-11-14T04:35:28+00:00 Felipe Melonio Leite fmelonio@yahoo.com.br <p align="justify"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: small;">No presente artigo empreendemos uma interpretação do voto popular nos candidatos do PT nos pleitos para o Executivo Federal. Utilizamos como paradigma avaliativo as contribuições da sociologia e da ciência política brasileira. Entendemos que a experiência petista influi na recuperação de noções </span></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: small;"><em>dualistas </em></span></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: small;">na interpretação da dinâmica política e social de classes no país.</span></span></p> 2022-12-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/article/view/4683 RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL: 2021-10-04T21:05:03+00:00 Carla Ventura caaventu@eerp.usp.br Edson Martins edy_marti@yahoo.com.br Marcela Miwa marcelajmiwa@yahoo.com.br <p>Trata-se de pesquisa descritiva-documental sobre como a mídia jornalística aborda as ações de responsabilidade social das empresas com certificação social e quais suas relações com o desenvolvimento regional, restringindo-se a informações do estado de São Paulo. As certificações de qualidade contribuem para padronização e melhoria na produção, contudo, a mídia apresenta limitações, seja por falta de detalhamento das notícias ou por outros interesses político-econômicos.</p> 2022-12-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/article/view/5189 DESENVOLVIMENTO DO CONSUMO DE BENS E GRAU DE FECHAMENTO SOCIAL NO BRASIL 2022-08-28T00:29:14+00:00 Alan Freitas alansocius@gmail.com <p>Pesquisamos o grau de fechamento social a partir da avaliação do consumo de bens e serviços ao longo de diferentes gerações e coortes. A correlação intergeracional é observada a partir de regressões quantílicas em diferentes períodos, as informações são da PDSD. Em termos medianos, houve decréscimo da relação intergeracional, ou seja, o Brasil ficou mais aberto ao final do século vinte e início do vinte e um. Por outro lado, manteve a sua face mais perversa da concentração de recursos no topo.</p> 2022-12-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/article/view/4896 UM OLHAR PARA AS TEORIAS DA PRÁTICA SOCIAL: O DISCURSO COMO PRÁTICA [DE DOMINAÇÃO DO] SOCIAL E SEU AGIR PRÁTICO NAS ORGANIZAÇÕES 2022-08-15T20:31:35+00:00 Elizeu Barroso Alves elizeu.balves@hotmail.com <p>Este estudo busca apresentar uma aproximação entre Andreas Reckwitz e Pierre Bourdieu no sentido de explorar que o social está localizado nas práticas, e as práticas ocorrem dentro de campos. Argumentando assim que o discurso que é um elemento da ação prática estruturante das relações se torna capaz de denotar capital simbólico, influenciando assim as relações da prática, tais como compreensões sobre o que dizer e fazer, regras explícitas, princípios, preceitos e instruções através de estruturas “teleoafetivas” envolvendo fins, projetos e tarefas. E para apreensão deste argumento, apresentamos o método cunhado por Rosa, Paço-Cunha e Morais (2009) que se promove como sendo um instrumento capaz de apreender essa relação de influência discursiva nas ações práticas, tendo como foco a prática nas organizações. Para isso, apoiamo-nos nas contribuições de algumas linhas teóricas que versam sobre as teorias das práticas social, que destaca que a lente das teorias das práticas social não opera com uma lógica do cálculo utilitário de consequência.</p> 2022-12-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/article/view/5352 RELAÇÕES ENTRE ESTADO E SOCIEDADE CIVIL NO CONTEXTO BRASILEIRO: ELEMENTOS HISTÓRICOS 2022-11-14T19:11:02+00:00 kelen Koupak kelenkoupak@gmail.com Danuta Estrufika Cantoia Luiz kelenkoupak@gmail.com <p>O presente artigo tem por objetivo caracterizar as relações entre Estado e sociedade civil no contexto brasileiro, com base na categoria revolução passiva, demonstrando que importantes decisões na história do país foram tomadas com exclusão das classes populares, situação esta que ainda apresenta marcas na conjuntura contemporânea. Trata-se de pesquisa de caráter exploratório, que metodologicamente se desenvolveu através pesquisa bibliográfica.</p> 2022-12-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/article/view/5090 CHINA: PARA UMA NOVA RECONFIGURAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO OU AINDA O ANTROPOCENO? 2022-07-04T12:48:56+00:00 André Felipe Lima Costa andre.lcosta@ufrpe.br <p>Este artigo analisa a influência e os aspectos do desenvolvimento econômico da China na óptica do capitalismo de exploração caracterizador do Antropoceno, o viés do <em>homo economicus</em> que caracteriza a espécie humana pós-Revolução Industrial. Serão analisados os desdobramentos e uma nova hegemonia que surge no século XXI para rivalizar com a outra potência posta do século XX, os Estados Unidos da América. Nesse diapasão, ver-se-á como a China estará disposta a contribuir num novo modelo de produção que preserve o planeta dessa exploração desmedida pela cultura do consumismo. A Economia Circular se apresenta como uma alternativa, mas até que ponto poderia ser uma alternativa ou apenas um paliativo. No entanto, não se sabe como a economia chinesa estaria disposta a contribuir com essa quebra de paradigma na economia, já que apesar de possuir um regime político centralizado, desenvolve uma espécie de neoliberalismo híbrido que mantém os mesmos níveis exploratórios aos recursos naturais para sustentar os ditames econômicos. Apresenta-se também a problemática da crise econômica estrutural do sistema capitalista, os aspectos e desdobramentos da financeirização do mercado e as suas consequências e impacto nos direitos e conquistas trabalhistas. Demonstra-se também o flagelamento da classe trabalhadora, que enfrenta a robotização das funções e o conceito de empreendedorismo, mascarando uma relação de trabalho precarizada, e o cuidado de não transformar a tecnologia na causadora da precarização nas relações de trabalho. Uma nova hegemonia surge e o desafio que será demonstrado residirá na construção de novas culturas de desenvolvimento econômico, colocando o planeta no centro e no cerne do debate, e não apenas a espécie humana. É um desafio à altura da cultura milenar chinesa, e de como se irão equilibrar as necessidades do Estado e as vontades do mercado.</p> 2022-12-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 https://journals.ufrpe.br/index.php/cadernosdecienciassociais/article/view/5358 IMAGENS EM MOVIMENTO 2022-11-15T10:06:48+00:00 João Aguiar joaovalenteaguiar@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">O artigo identifica e sintetiza propriedades estruturais das imagens produzidas nalgumas esferas da arte contemporânea e como elas se transferem para o ambiente cultural circundante. A análise e a discussão teórica das imagens nos atuais campos artístico e cultural fornecem uma perspetiva de algumas das propriedades fundamentais destes campos. A discussão da imagem nos campos artístico e cultural conclui pela existência de uma dinâmica de um turbilhão de imagens propulsionador e relevante nos processos de criação e de disseminação cultural nas sociedades contemporâneas. O artigo procura fornecer pistas de discussão para este processo de circulação das imagens na arte e na cultura contemporâneas.</span></p> 2022-12-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022