Classificação climática por Thornthwaite para as cidades de Porto Velho, Costa Marques e Vilhena

Fábio Adriano Monteiro Saraiva, Miguel Penha, Marcelo José Gama da Silva, Eugênio Pacelli Martins, Antônio de Melo Lisboa, Chander Faria dos Santos

Resumo


Em 1941, Charles Warren Thornthwaite introduziu o conceito de evapotranspiração potencial e balanço hídrico, e desenvolveu métodos para medir e estimar. Em síntese e feita uma comparação da evapotranspiração potenciais e precipitação para obter índices de umidade na região, esses resultados são classificados pelo balanço hídrico. A tabulação do banco de dados, os cálculos iniciais para o balanço hídrico climático e os índices de umidade foram processados em uma planilha e através do Sistema de Monitoramento Evapotranspiração de Referência (SEVAP), é um programa de computador, disponível no site da Universidade Federal de Campina Grande. Este sistema tem algumas falhas como difíceis de classificar climas frios e polares e muito secos. Neste trabalho utilizamos dados históricos das cidades de Porto Velho, Costa Marques e Vilhena, localizadas no estado de Rondônia, com o objetivo de definir a de classificação climática Thornthwaite. Esses resultados revelaram que a região de Costa Marques, se destacou entre as demais, Porto Velho e Vilhena; na caracterização climática, desde o balanço hídrico até os totais médios anuais de precipitação. Portanto Costa Marques considerando esta classificação climática é, bem diferente das demais regiões, com períodos secos mais logos.


Palavras-chave


Thorntwaite,evapotranspiração e balanço hídrico

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: https://doi.org/10.24221/jeap.3.4.2018.1756.339-346

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista e Autor

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.