Análise espacial da poluição sonora no centro urbano de Sorocaba (SP)

Autores

  • Andréia Santos Sandin Universidade de Sorocaba
  • Rafaela Aparecida Castilho Ventura Gomes Universidade de Sorocaba
  • Vanessa Cezar Simonetti Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Ciência e Tecnologia, Sorocaba http://orcid.org/0000-0001-6845-4875
  • Darllan Collins da Cunha e Silva Universidade Estadual Paulista (Unesp), Campus de Registro https://orcid.org/0000-0003-3280-0478

DOI:

https://doi.org/10.24221/jeap.6.3.2021.4162.221-230

Palavras-chave:

Ruído, legislação, SIG, hospitais, escolas

Resumo

O acentuado crescimento populacional e a expansão das cidades em conjunto com os processos de urbanização sem planejamento adequado têm impactado em diversos aspectos o ambiente. Neste cenário, destaca-se a exposição ao ruído, que pode causar efeitos deletérios à população. Este estudo objetivou avaliar a dispersão do ruído de forma espacializada no Centro Urbano do município de Sorocaba (SP). As escolas e hospitais tiveram atenção especial nas medições, pois são áreas que necessitam de maior conforto acústico. Os resultados das medições foram confrontados com a Norma ABNT NBR 10.151/2000 e a Lei Municipal nº 11.367/2016. As medições sonoras foram realizadas em três campanhas de coleta de dados. Para realizar essas medições foram utilizados um decibelímetro e um Global Positioning System (GPS) para georreferenciar os pontos amostrais, enquanto a variabilidade espacial foi realizada pelo método do inverso ponderado da distância. As unidades escolares e hospitais foram o foco do estudo, entretanto, as medidas se expandiram além da Zona Central, com 103 pontos amostrados, sendo que 98% das escolas e faculdades encontram-se acima do limite de 50 dB estabelecido pela legislação para o período diurno. Quanto aos hospitais, 100% das amostras estão acima do máximo permitido, enquanto, para os locais abrangendo praças, clubes e calçadas, em frente aos comércios e residências, 84% estão acima do limite máximo. O fato de praticamente todos os pontos amostrados estarem acima do limite permitido demonstra a necessidade de medidas educativas e a elaboração de ações de fiscalização do trânsito de Sorocaba.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Santos Sandin, Universidade de Sorocaba

Engenheira Ambiental pela Universidade de Sorocaba

Rafaela Aparecida Castilho Ventura Gomes, Universidade de Sorocaba

Engenheira Ambiental pela Universidade de Sorocaba

Vanessa Cezar Simonetti, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Ciência e Tecnologia, Sorocaba

Doutoranda em Ciências Ambientais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba. Professora do curso de Engenharia Ambiental da Universidade de Sorocaba 

Darllan Collins da Cunha e Silva, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Campus de Registro

Professor do curso de Engenharia de Pesca da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Campus de Registro.

Referências

Almeida, W. L.; Campos, V. B.; Rolim Neto, R. M.; Sampaio, P. F. H.; Ribeiro, E. D.; Cunha, J. F. R. 2016. Avaliação do nível de ruído nas proximidades do hospital estadual de Laranjal do Jari (Amapá). Saúde e Meio Ambiente: Revista Interdisciplinar, 5, 43-53. https://doi.org/10.24302/sma.v5i1.796

Andrade, E. L.; Lima, E. A.; Simonetti, V. C.; Oliveira, R. A.; Zannin, P. H. T.; Silva, D. C. C.; Martins, A. C. G. 2021. Influence of the COVID-19 pandemic on the external environmental noise of a public hospital in Sorocaba, Brazil. Revista Nacional de Gerenciamento de Cidades, 9, 69, 44-51. http://dx.doi.org/10.17271/2318847296920212790

Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT. 2000. NBR 10.151: Acústica – Avaliação do ruído em áreas habitadas, visando o conforto da comunidade – Procedimento. Rio de Janeiro.

Barbosa, V. L.; Nascimento Júnior, A. F. 2009. Paisagem, ecologia urbana e planejamento ambiental. Geografia (Londrina), 18, 21-36. http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2009v18n2p21

Basner, M.; Mcguire, S., 2018. Who environmental noise guidelines for the European region: A systematic review on environmental noise and effects on sleep. International Journal of Environmental Research and Public Health, 15, 519. https://doi.org/10.3390/ijerph15030519

Bistafa, S. R. 2011. Acústica aplicada ao controle de ruído. São Paulo, Blucher.

Brasil. Constituição. 1978. Ministério do Trabalho e Emprego. Norma Regulamentadora nº 15, de 08 de junho de 1978. Atividades e Operações Insalubres. Brasília, DF.

Caiado, A. S. C.; Santos, S. M. M. 2003. Fim da dicotomia rural-urbano? Um olhar sobre os processos socioespaciais. São Paulo em perspectiva, 17, 115-124. https://doi.org/10.1590/S0102-88392003000300012

Chetoni, M.; Ascari, E.; Bianco, F.; Fredianelli, L.; Licitra, G.; Cori, L. 2016. Global noise score indicator for classroom evaluation of acoustic performances in LIFE GIOCONDA project. Noise Mapping, 3, 157-171. https://doi.org/10.1515/noise-2016-0012

Costa, S. S.; Cruz, O. L. M.; Oliveira, J. A. A. 2006. Otorrinolaringologia - Princípios e Prática. Porto Alegre, Ed. Artes Médicas.

Esri. 2016. “ArcGis Desktop: Release 10.4.1” Redlands: Environmental Systems Research Institute.

Google Earth. Disponível em: https://earth.google.com/web/l. Acesso em: 30 julho, 2019.

Gozalo, G. R.; Morillas, J. M. B.; Carmona, J. T.; González, D. M.; Moraga, P. A.; Escobar, V. G.; Vílchez-Gómez, R.; Sierra, J. A. M.; Pietro-Gajardo, C. 2016. Study on the relation between urban planning and noise level. Applied Acoustics, 111, 143-147. https://doi.org/10.1016/j.apacoust.2016.04.018

Han, X.; Huang, X.; Liang, H.; Ma, S.; Gong, J. 2018. Analysis of the relationships between environmental noise and urban morphology. Environmental Pollution, 233, 755-763. https://doi.org/10.1016/j.envpol.2017.10.126

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2021. Disponível em: cidades.ibge.gov.br/. Acesso em: 11 janeiro, 2021.

Lacerda, A. B. M.; Magni, C.; Morata, T. C.; Marques, J. M.; Zannin, P. H. T. 2005. Ambiente urbano e percepção da poluição sonora. Revista Ambiente e Sociedade, 8, 85-98. https://doi.org/10.1590/S1414-753X2005000200005

Landim, P. M. B. Introdução aos métodos de estimação espacial para confecção de mapas. DGA, IGCE, UNESP/Rio Claro, Lab. Geomatemática, Texto Didático 02, 20 pp. 2000. Disponível em http://www.ufpa.br/larhima/Material_Didatico/Mapas_e_Modelos/Surfer8/interpo.pdf. Acesso em: 15, setembro, 2019.

Loupa, G. 2020. Influence of Noise on Patient Recovery. Current Pollution Reports, 6, 1-7. https://doi.org/10.1007/s40726-019-00134-3

Lourenço, R. W.; Silva, D. C. C.; Sales, J. C. A.; Medeiros, G. A.; Otero, R. A. P. 2015. Metodologia para seleção de áreas aptas à instalação de aterros sanitários consorciados utilizando SIG. Ciência e Natura, 37,122-140. https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=4675/467546194012

Manfredini, F. N.; Guandique, M. H. G.; Rosa, A. H. 2015. A história ambiental de Sorocaba. Sorocaba: Unesp - Campus Experimental de Sorocaba. 180p.

Montes-González, D.; Barrigón-Morillas, J. M.; Escobar, V. G.; Vílchez-Gómez, R.; Rey-Gozalo, G.; Atanasio-Moraga, P.; Méndez-Sierra, J. A. 2019. Environmental noise around hospital areas: A case study. Environments, 6, 41. https://doi.org/10.3390/environments6040041

Nery, L. M.; Simonetti, V. C.; Machado, L. P.; Silva, D. C. C. 2020. Geotecnologias aplicadas na análise do risco de contaminação de poços de água no município de Sorocaba, SP. Holos Environment, 20, 214-230. https://doi.org/10.14295/holos.v20i2.12376

Oliveira, R. A.; Silva, D. C. C.; Simonetti, V. C.; Stroka, E. A. B.; Sabonaro, D. Z. 2016. Proposição de Corredor Ecológico entre duas Unidades de Conservação na Região Metropolitana de Sorocaba. Revista do Departamento de Geografia, 32, 61-71. https://doi.org/10.11606/rdg.v32i0.116467

Paiva, K. M.; Cardoso, M. R. A.; Zannin, P. H. T. 2019. Exposure to road traffic noise: Annoyance, perception and associated factors among Brazil’s adult population. Science of the Total Environment, 650, 978-986. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2018.09.041

Prudencio, E. A.; Soares, P. F., Oliveira, R. B.; Janeiro, V. 2014. Sistema de informação geográfica como meio de identificação dos níveis de ruído locais no centro urbano de Maringá/PR. Revista do Departamento de Geografia, 27, 233-247. https://doi.org/10.11606/rdg.v27i0.488

Russo, I. C. P. 1999. Acústica e Psicoacústica Aplicadas à Fonoaudiologia. 2.ed. Revisada & Ampliada. São Paulo, Ed. Lovise Ltda.

Santoro, P. F.; Cymbalista, R.; Nakahima, R. 2007. Plano Diretor de Sorocaba: um olhar sobre os atores e a auto-aplicabilidade dos instrumentos urbanísticos. Urbana, 264, 485-520.

São Paulo. 2014. Lei Complementar nº 1.241, de 8 de maio de 2014. Cria a Região Metropolitana de Sorocaba e dá outras providências correlatas. Diário Oficial do Estado de São Paulo, Seção I - p. 1.

Sapata, A. M.; Soares, P. F.; Lisot, A. 2011. Aspectos da modelagem computacional para análise dos impactos do ruído de tráfego na Avenida Horácio Racanello da cidade de Maringá - PR (Brasil). Anais VIII Seminário Internacional de Arquitetura, Urbanismo e Design- Nutau, São Paulo, USP.

Silva, D. M.; Grandine, G.; Simonetti, V. C.; Silva, D. C. C. 2018. Análise espacial da cobertura vegetal no centro urbano do município de Salto de Pirapora (SP). Caminhos de Geografia, 19, 361-371. https://doi.org/10.14393/RCG196824

Silva, D. C. C.; Oliveira, R. A.; Simonetti, V. C.; Andrade, E. L.; Sousa, J. A. P.; Sales, J. C. A.; Lourenço, R. W. 2021a. Application of fuzzy systems to support the development of a socioenvironmental sustainability index applied to river basins, International Journal of River Basin Management, 19, 1-39. https://doi.org/10.1080/15715124.2021.1938093

Silva, D. C. C.; Simonetti, V. C.; Oliveira, R. A; Sales, J. C. A.; Lourenço, R. W. 2021b. Spatial autocorrelation proposal of the relationship between the socioeconomic conditions in Metropolitan Region of Sorocaba, SP, Brazil. Ciência e Natura, 43, 42. https://doi.org/10.5902/2179460X39332

Simonetti, V. C.; Silva, D. C.; Rosa, A. H. 2019. Análise da influência das atividades antrópicas sobre a qualidade da água da APA Itupararanga (SP), Brasil. Geosul, 34, 72, 01-27. https://doi.org/10.5007/1982-5153.2019v34n72p01

Simonetti, V. C.; Malheiros, I.; Nery, L. M.; Andrade, E. L.; Silva, D. C. C. 2021. Análise da relação espacial entre o descarte irregular de resíduos sólidos urbanos e a vulnerabilidade social. Estudos Geográficos: Revista Eletrônica de Geografia, 20, 61-76. https://doi.org/10.5016/estgeo.v19i2.15829

Simonetti, V. C.; Frascareli, D.; Gontijo, E. S.; Melo, D. S.; Friese, K.; Silva, D. C.; Rosa, A. H. 2019. Water quality indices as a tool for evaluating water quality and effects of land use in a tropical catchment. International Journal of River Basin Management, 19, 2, 157-168. https://doi.org/10.1080/15715124.2019.1672706

Sorensen, M.; Nielsen, O. W.; Sajadieh, A.; Ketzel, M.; Tjonneland, A.; Overvad, K.; Raaschou-Nielsen, O. 2017. Long-Term Exposure to Road Traffic Noise and Nitrogen Dioxide and Risk of Heart Failure: A Cohort Study. Environmental Health Perspectives, 125, 9, 097021. https://doi.org/10.1289/EHP1272

Sorocaba. 2014. Plano Diretor. Lei nº 11.022, de 16 de dezembro de 2014. Dispõe Sobre A Revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Físico Territorial do Município de Sorocaba e dá outras providências. Sorocaba, SP.

Sorocaba. 2016. Lei nº 11.367, de 12 de julho de 2016. Dispõe Sobre O Controle e A Fiscalização das Atividades Que Gerem Poluição Sonora; Impõe Penalidades e Dá Outras Providências. Sorocaba, SP.

Spinelli, M. V. P.; Carvalho, R. M. C. M. O.; Silva, H. P.; Brandão, S. S. F.; Frutuoso, M. N. M. A. 2016. Estudo Sustentável da Capacidade de Carga Antrópica e a sua Influência no Ponto de Equilíbrio da Resiliência Ambiental. Revista Brasileira de Geografia Física, 9, 185-199.

Zannin, P. H. T.; Calixto, A.; Diniz, F. B.; Ferreira, J. A.; Schuhli, R. B. 2002. Annoyance caused by urban noise to the citizens of Curitiba, Brazil, PR. Revista de Saúde Pública, 36, 521-524. https://doi.org/10.1590/S0034-89102002000400020

Publicado

2021-09-07