Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outro periódico ou meio de divulgação.

  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word (extensões ".doc" e ".docx").
  • O arquivo não possui informações de propriedade e os nomes dos autores não estão identificados no corpo do texto nem nos metadados do arquivo.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página "Sobre a Revista".
  • O artigo está revisado na formatação recomendada pela REDEQUIM e corrigido na gramática do idioma escolhido.
  • As referências estão completas, no formato REDEQUIM (inspirado no formato APA, com o primeiro nome das autoras e autores completo nas referências) e concordando com as citações, sem falta ou excesso.

Diretrizes para Autores

Os artigos devem ser enviados para avaliação SEM NOME DOS AUTORES, mantendo o espaço para inclusão desses nomes, conforme o modelo de submissão. Não há espaço para inclusão de minicurrículo. Os manuscritos enviados com dados de autoria, no texto ou nos dados, serão arquivados.

Os autores que citarem trabalhos de sua autoria DEVEM APRESENTAR AS REFERÊNCIAS NORMALMENTE, SEM PRECISAR OMITIR OS NOMES OU SUBSTITUIR AS REFERÊNCIAS POR AUTOR 1, AUTOR 2Entendemos que essa omissão pode facilitar a busca por identificação dos autores via ferramentas de busca. Ou seja, as referências devem ser incluídas, sem exceção, normalmente.

Disponibilizamos um modelo para publicação que deve ser considerado para toda e qualquer proposta submetida: BAIXAR MODELO.  

Os trabalhos deverão conter no mínimo 6 mil e no máximo 15 mil palavras, considerando todo o texto, inclusive títulos, resumos e referências. Os artigos devem ser enviados em formato .doc ou .docx. Não serão aceitos para avaliação artigos em formato .pdf ou .odt.

Atenção as recomendações. Artigos que não estiverem dentro das normas serão convidados a reenvio com adequação ao modelo.

Caso o artigo seja aceito ao final do processo de avaliação é de inteira responsabilidade dos autores enviar a versão final com todos os dados, adequação da gramática e em formatação adequada. OS ARTIGOS QUE NÃO RESPEITAREM O MODELO, NA VERSÃO FINAL, SERÃO ARQUIVADOS.


Debates em Currículo e Políticas Públicas para o Ensino de Química

Responsável: Ehrick Eduardo Martins Melzer

Essa seção está aberta para submissão de propostas de artigo que desenvolvam a relação do Ensino de Química com os estudos de políticas públicas nas diversas abordagens teórico-metodológicas. Assim, recebemos textos que tratem:

  1. Estudos de avaliação de políticas públicas voltadas ao ensino de química, nas diversas perspectivas;
  2. Artigos que apresentem metodologias para análise de políticas que envolvam temáticas ao ensino de química;
  3. Artigos de levantamentos de produção da área na linha dos estudos de estado da arte;
  4. Análises diversas em políticas públicas que enfoquem relação direta com o ensino de química nas suas mais diversas formas de atuação;
  5. Estudos curriculares voltados a temáticas sensíveis ao ensino de química.

Debates em Direitos Humanos, Culturas e Justiça Social no Ensino de Química

 Responsável: Roberto Dalmo Varallo Lima de Oliveira

Essa seção está inserida em um cenário de política educacional nacional que valoriza a prática e formação de professoras e professores a partir de valores sociais pertinentes a cultura dos Direitos Humanos. Sendo assim, estamos abertos a receber e publicar artigos de pesquisa empírica e teórica que dialoguem com os temas:

  1. Educação em Direitos Humanos na formação e na prática de professoras e professores de Química;
  2. Questões étnico-raciais na formação e na prática de professoras e professores de Química;
  3. Gênero e Sexualidades na formação e na prática de professoras e professores de Química;
  4. Saberes tradicionais e científicos na formação e na prática de professoras e professores de Química;
  5. Estudos decoloniais na formação e na prática de professoras e professores de química;
  6. Ensino de química e justiça social – possíveis relações;
  7. Estudos sobre inclusão de pessoas com deficiência na formação e prática de professores(as) de química;
  8. Elaboração de materiais didáticos e paradidáticos para o ensino de química que contribuem com esse viés formativo.

Debates Divulgação Científica, Artes e Espaços Não Formais

Responsável: Camila Silveira da Silva

Esta seção recebe propostas de artigos de pesquisa que discutem investigações sobre práticas educativas em contextos e espaços não formais de educação; relações entre Educação, Química e Artes (artes cênicas, audiovisual, artes visuais, literatura, entre outras); aspectos históricos, políticos, comunicacionais e educativos das práticas de divulgação científica e suas relações com a Educação em Química.

  1. Educação em espaços não formais na prática e formação de professores
  2. Divulgação científica na prática e formação de professores
  3. Química e Arte na prática e formação de professores

Debates em Ensino e Aprendizagem da Química

Responsável: José Euzebio Simões Neto

Esta seção recebe propostas de artigos de pesquisa que discutem metodologias, em articulação com teorias da aprendizagem e/ou abordagens de ensino, que potencializam a dinâmica do processo de ensino e aprendizagem em sala de aula. Além disso, a sessão também engloba artigos que problematizam a utilização de diferentes recursos e instrumentos didáticos, inseridos em estratégias de ensino, que contribuem para o processo de aprendizagem de conceitos químicos. Especificamente, os artigos podem contemplar, mas não restringem, os pontos:

  1. Abordagem CTS/CTSA no ensino de Química;
  2. Utilização de jogos e demais atividades lúdicas em sala de aula;
  3. Ensino e Aprendizagem de Conceitos Químicos;
  4. Utilização de tecnologias da informação no ensino de Química;
  5. Metodologias ativas no ensino de Química;
  6. Resolução de problemas no ensino de Química;
  7. Proposição, execução e validação de sequências didáticas, oficinas e outros tipos de intervenções em sala de aula;
  8. Revisões e Análise de Tendências sobre o Ensino de Química.

Debates em História e Filosofia da Química para o Ensino

Responsável: Cristiano Barbosa de Moura

Esta seção está aberta a artigos de pesquisa teórica e empírica relacionados a abordagens históricas, filosóficas e sociológicas para o Ensino de Química. Sendo assim, recebemos artigos relativos a:

  1. Relatos de pesquisa sobre intervenções em contextos de ensino e aprendizagem de química envolvendo HFQ no ensino básico e superior, ou na formação de professores de química;
  2. Artigos de revisão histórica aprofundada e contextualizada sobre episódios da História da Química, apontando as implicações para o Ensino de Química;
  3. Artigos teóricos de discussão sobre princípios filosóficos e sociológicos e/ou a história do ensino de química;
  4. Pesquisas envolvendo a natureza da ciência, epistemologia e campos emergentes como a filosofia da química no ensino;
  5. Demais trabalhos que articulem de forma inovadora o debate sobre perspectivas históricas, filosóficas e sociológicas para o Ensino de Química.

Debates em Perspectivas Teóricas para o Ensino de Química

Responsável: João Roberto Ratis Tenório da Silva

Esta seção está aberta para receber propostas de artigos teóricos e/ou de revisão de aspectos teóricos com foco no ensino da química. Recebemos textos nos seguintes direcionamentos:

  1. Revisão de teorias de aprendizagem considerando a aprendizagem de conceitos químicos.
  2. Abordagem de um ou mais conceito ou temática científico-tecnológicos e suas abordagens no ensino de química.
  3. Revisões teóricas sobre desenvolvimento e aplicação de estratégias ou materiais didáticos de considerável amplitude de programas de pesquisa.

Debates em Linguagem no Ensino de Química

Responsável: Flávia Cristiane Vieira da Silva

Essa seção está aberta para a submissão de propostas de artigo que desenvolvam estudos em que se discuta o papel da linguagem e de seu uso por professores e estudantes no processo de elaboração de conceitos químicos. Assim, os textos enviados para essa linha devem tratar sobre:

  1. Práticas discursivas no ensino de química;
  2. Estudos sobre a argumentação no ensino de Química;
  3. Estudos sobre sentidos e significados em torno de conceitos químicos;
  4. Leitura e escrita no Ensino de Química;
  5. Artigos de levantamento de produção da área envolvendo a linguagem nos diferentes pontos mencionados.

Dossiê - Ancestralidades afro e indígena.

Seção especial para submissão e publicação dos artigos relacionados ao número ou seção especial referente ao Dossiê Ancestralidades afro e indígena.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.