Tratamento de efluente têxtil através de processo oxidativo avançado (H2O2/TiO2/UV)

Fernando Ferreira da Silva Dias, Pedro B. V. Silva, André F. de M. S. Santos, José G. P. Andrade, Izabelle L. T. Albuquerque

Resumo


Em toda indústria ocorre grande geração de efluentes, geralmente com alta demanda biológica de oxigênio (DBO) e demanda química de oxigênio (DQO). Tratamentos convencionais permitem apenas a transferência de fase do poluente, resolvendo o problema de maneira parcial. Os processos oxidativos avançados (POA), que se baseiam na formação de radicais hidroxilas (•OH) de alto poder oxidante, tem ganhado cada vez mais espaço como técnica de tratamento de efluente. Para esse trabalho foi utilizado a técnica de fotocatálise heterogênea (H2O2/TiO2/UV) em reator tubular do tipo anular assistido por lâmpada de luz negra. Para otimização do processo foi utilizado planejamento fatorial com 2 variáveis independentes, concentração de H2O2 e TiO2. Esse trabalho tem o objetivo de estudar o tratamento de efluente industrial através de POA do tipo fotocatálise heterogênea, com a finalidade de reuso de água na indústria ou para outros fins. A solução teste utilizada experimentalmente foi produzida em laboratório com o corante remazol preto B 133%. As melhores condições de degradação de corante quando utilizados as concentrações de 200 mM e 0,5 g/L de H2O2 e TiO2, respectivamente. Na análise de custo foi estimado o valor de R$ 255,24/m3, levando-se em consideração custos de reagentes químicos, energia e equipamentos.


Palavras-chave


reator; fotocatálise; POA; tratamento; custo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Geama

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.