Temperatura base e taxa de crescimento de oito variedades de cana-de-açúcar

Autores

  • Marcos Antonio Correa Matos Amaral Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/ Universidade de São Paulo
  • Rubens Duarte Coelho Professor Titular, Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/ Universidade de São Paulo
  • Jefferson Vieira José Professor Visitante, Universidade Federal do Mato Grosso
  • Áureo Santana de Oliveira Técnico de Laboratório, Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/ Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Sugarcane, Growth rate, Base temperature, Agricultural Zoning

Resumo

Com o intuito de se obter a maior eficiência produtiva, o uso de tecnologias como o melhoramento genético da cana-de-açúcar possibilita o desenvolvimento de inúmeras variedades, sejam elas resistente ao ataque de pragas ou adaptadas a condições específicas de ambiente. Cada uma dessas variedades apresentam um padrão específico de crescimento, quando submetidas a determinadas temperaturas. O objetivo deste trabalhado foi obter a taxa de crescimento e a temperatura base para o desenvolvimento de oito variedades de cana-de-açúcar. O experimento foi conduzido em estufa no Departamento de Engenharia de Biossistemas da ESLAQ/USP, foi utilizado o delineamento de blocos aleatorizados, com seis repetições. Em cada planta foi instalado um potenciômetro para monitoramento do crescimento. Verificou-se que: as variedades diferiram entre si em relação ao crescimento; o modelo cúbico é o que melhor representa o crescimento das plantas ao longo do dia; cada uma das variedades apresentou uma temperatura ótima para seu desenvolvimento; a taxa de crescimento persiste em horário noturno; a variedade 2 foi a única que não apresentou ajuste a nenhum modelo; a temperatura ótima de crescimento variou de 17 a 21°C, a temperatura de base inferior predominante nas variedades foi de 7°C.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Antonio Correa Matos Amaral, Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/ Universidade de São Paulo

Engenheiro Agrônomo. Doutor em Ciências (Engenharia de Sistemas Agrícolas) pela Universidade de São Paulo / Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - USP / ESALQ (2017). Mestre em Ciências (Engenharia de Sistemas Agrícolas) pela USP / ESALQ (2014). Graduado em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA (2011). Atua nas seguintes áreas: Engenharia Agrícola; Desenvolvimento Rural; Agricultura na Amazônia; Agricultura Familiar; Mudanças Climáticas, Meio Ambiente e Sustentabilidade; Manejo de Bacias Hidrográficas; Manejo da Irrigação; Hidráulica; Hidrologia; Agrometeorologia; Forragicultura; Microbiologia e Fitopatologia. Tem trabalhos publicados em Eventos Nacionais e Internacionais além de artigos publicados em periódicos.

Rubens Duarte Coelho, Professor Titular, Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/ Universidade de São Paulo

Professor Titular da ESALQ - USP (2016). Graduação: Engenharia Agronômica USP (1986); Mestrado (MSc): Irrigação e Drenagem USP (1990), Doutorado (PhD): Engenharia Hidráulica EESC / University of Nebraska USA (1996). Docente do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Universidade de São Paulo, ministrando 2 disciplinas a nível de graduação e 4 disciplinas a nível de pós-graduação. Membro das Sociedades Brasileira e Americana de Engenharia Agrícola (SBEA / ASABE). Total de 51 orientações já concluídas a nível de Pós-Graduação sendo: 23 Mestrandos (M), 25 Doutorandos (22 D + 3 CD), 3 Supervisões de Pós Doutorado (PD) e outras 30 orientações a nível de Iniciação científica (Bolsistas); 173 artigos científicos publicados em periódicos internacionais e nacionais; 264 trabalhos científicos apresentados em Congressos e Simpósios. Orientando no momento 7 alunos no Programa de Pós Graduação da USP (5 D / 2 M) em Engenharia de Sistemas Agrícolas e 1 no Programa de Graduação da USP (Iniciação Científica). PROJETOS DE PESQUISAS EM ANDAMENTO: a) Produtividade da Água em Biomassa e Energia nas Culturas de Cana-de-Açúcar, Citrus e Café; b) Utilização de Drones (Vants) na Irrigação de Precisão c) Irrigação por Gotejamento Móvel: Desempenho de Emissores e Resistência ao Entupimento e d) Simulação do Crescimento e Produtividade das Plantas sob condição irrigada e de sequeiro. 

Jefferson Vieira José, Professor Visitante, Universidade Federal do Mato Grosso

Engenheiro Agrícola pela Universidade Estadual de Maringá - UEM (2007). Mestre em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá-UEM (2011). Doutor em Ciências com área de atuação em Engenharia de Sistemas Agrícolas- ESALQ/USP. Atualmente é Professor Visitante da Universidade Federal do Mato Grosso - UFMT. Desenvolve pesquisas no ramo de engenharia de água e solo.

Áureo Santana de Oliveira, Técnico de Laboratório, Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/ Universidade de São Paulo

Possui graduação em Engenharia de Controle e Automação pela Universidade Metodista de Piracicaba (2007) e mestrado em Máquinas Agrícolas pela Universidade de São Paulo (2010). Atualmente é técnico de laboratório da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Máquinas e Implementos Agrícolas, atuando principalmente nos seguintes temas: automação, instrumentação eletrônica, ensaio de máquinas agrícolas e agricultura de precisão.

Referências

AUDE, M.I.S.; MARCHEZAN, P.L.; DARIVA, T.; PIGNATARO, L.H.B. Manejo do palhiço da cana-de-açúcar: efeito na produção de colmos industrializáveis e outras características agronômicas. Ciência Rural, v.23, p.281-286, 1993.

BARBIERI, V. e VILLA NOVA, N.A. Climatologia e a cana-de-açúcar. In: CURSO INTENSIVO SOBRE CANA-DE-AÇÚCAR, Araras, Araras, IAA/PLANALSUCAR, P. 1-100, 1981.

BARBOSA, F. S.; COELHO, RUBENS D.; MASCHIO, RAFAEL; LIMA, CARLOS J. G. DE S.; SILVA, EVERALDO M. DA. Drought resistance of sugar-cane crop for different levels of water availability in the soil. Engenharia Agrícola (Impresso), v. 34, p. 203-210, 2014.

BARROS, T. H. S.; PEREIRA, A. P. A.; SOUZA, A. J.; RIBEIRO, N. L.; CARDOSO, E. J. B. N.; COELHO, R. D. Influence of Sugarcane Genotype and Soil Moisture Level on the Arbuscular Mycorrhizal Fungi Community. Sugar Tech, v. 20, p. 1-9, 2018

CARDOZO, N. P.; SENTELHAS, P. C. Climatic effects on sugarcane ripening under the influence of cultivars and crop age. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.), Piracicaba, v. 70, n. 6, p. 449-456, Dec. 2013.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (CONAB). Acomp. safra bras. cana, v. 5 - Safra 2018/19, n. 2 - Segundo levantamento, Brasília, p. 1-86, 2018.

COELHO, R. D. ; LIZCANO, J. V. ; BARROS, T. H. S. ; BARBOSA, F. S. ; LEAL, D. P. V. ; SANTOS, L. C. ; RIBEIRO, N. L. ; FRAGA JUNIOR, E. F. ; MARTIN, D. L. . Effect of water stress on renewable energy from sugarcane biomass. Renewable & Sustainable Energy Reviews, v. 103, p. 399-407, 2019.

FERREIRA, E. B.; CAVALCANTI, P. P.; NOGUEIRA, D. A. ExpDes: Experimental Designs pacakge. R package version 1.1.2. 2013

INMAN-BAMBER, N.G. Automatic plant extension measurement in sugarcane in relation to temperature and soil moisture. Field Crops Research, v. 42, p. 135–142. 1995.

GARCÍA-TEJERO, I. F.; DURÁN-ZUAZO, V. H.; MURIEL-FERNÁNDEZ, J. L.; JIMÉNEZ-BOCANEGRA, J. A. Linking canopy temperature and trunk diameter fluctuations with other physiological water status tools for water stress management in citrus orchards. Functional Plant Biology, v. 38, p. 106–117, 2011.

GRAF, A.; SCHLERETH, A.; STITT, M. & SMITH A.M. Circadian control of carbohydrates avaliability for growth in Arabidopsis plants at night. Proceedings of the National Academic of Sciences, v. 20, n. 127, p. 9458-9463, 2010.

INMAN-BANBER N.G. Sugarcane water stress criteria for irrigation and drying off. Fields Crops Research, Amsterdam, v. v. 89, p. 107-122, 2004.

LEAL, D. P. V.; COELHO, R. D.; BARBOSA, F. S.; FRAGA JÚNIOR, E. F.; MAURI, R.; SANTOS, L. C. Water productivity for sugar and biomass of sugarcane varieties. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Impresso), v. 21, p. 618-622, 2017.

MOORE, P.H.; BOTHA. F.C. Sugarcane: physiology, biochemistry, and functional biology. 1 ed.: John Wiley & Sons Ltd, 2014, 716p.

MARAFON, A.C. Análise quantitativa de crescimento em cana de açúcar: uma introdução ao procedimento prático. Aracaju: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2012. 29p. (Embrapa Tabuleiros Costeiros. Documentos, 168).

MAURI, R.; COELHO, R. D.; FRAGA JUNIOR, E. F.; BARBOSA, F.S.; LEAL, D. P. V. Water relations at the initial sugarcane growth phase under variable water deficit. Eng. Agr.;Jaboticabal, v. 37, p. 268-276, 2017.

MORAIS, K. P. Determinação da temperatura base, desempenho agronômico e correlação de componentes de rendimento em genótipos de cana-de-açúcar. 2015. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, 2015.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria: R Foundation for Statistical Computing, 2013.

SANTOS, L. C. Produção de biomassa e eficiência no uso da água para oito variedades de cana-de-açúcar irrigadas por gotejamento em dois ciclos de cultivo. 2016. Tese (Doutorado em Engenharia de Sistemas Agrícolas) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2016.

SILVA, V. P. R.; BORGES, C. J. R.; ALBUQUERQUE, W. G. Necessidades hídricas da cana-de-açúcar cultivada em clima tropical. Semina: Ciências Agrárias, v.35, n.2, p.625-632, 2014.

SOUZA, A.P. Mecanismos fotossintéticos e relação fonte-dreno em cana-de-açúcar cultivada em atmosfera enriquecida em CO2. Tese (Doutorado em Fisiologia e Bioquímica de Plantas) – Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015;

SINCLAIR, T. R. et al. Sugarcane leaf area development under field conditions in Florida, USA. Field Crops Research. v.88, p.171-178, 2004

SARKAR, D. Lattice: Multivariate data visualization with R. New York: Springer, 2008. Disponível em: http://lmdvr.r-forge.r-project.org. Acesso em: 08 de janeiro de 2019.

VIANNA, M. S. Risco climático para a cultura da cana-de-açúcar e estratégias de manejo de irrigação complementar para a sua minimização em diferentes regiões brasileiras. 2014. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Sistemas Agrícolas) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2014.

WICKHAM, H. Ggplot2: Elegant graphics for data analysis. Springer, New York, 2009. Disponível em:: http://had.co.nz/ggplot2/book.

ZARCO-TEJADA, P. J.; GONZÁLEZ-DUGO, V.; BERNI, J. A. J. Fluorescence, temperature and narrow-band indices acquired from a UAV platform for water stress detection using a micro-hyperspectral imager and a thermal camera. Remote Sensing of Environment v. 117, p. 322–337, 2012.

Downloads

Publicado

2019-04-24

Como Citar

Amaral, M. A. C. M., Duarte Coelho, R., Vieira José, J., & Santana de Oliveira, Áureo. (2019). Temperatura base e taxa de crescimento de oito variedades de cana-de-açúcar. Revista Geama, 5(1), 21–29. Recuperado de http://journals.ufrpe.br/index.php/geama/article/view/2382