Validação estatística dos dados climáticos disponíveis na plataforma Climate-Data.Org para o Estado do Ceará

Autores

Palavras-chave:

climatologia, base de dados, geoprocessamento, análise estatística.

Resumo

O presente trabalho teve por objetivo validar os dados mensais de temperatura do ar (média, máxima e mínima) e precipitação pluviométrica, disponibilizados pela plataforma Climate-Data Org, por meio da comparação com os dados normais da plataforma do Instituto Nacional de Meteorologia – INMET, para o Estado do Ceará. Elaborou-se um banco de dados contendo a normal climatológica do INMET (1981-2010), junto às médias do site Climate-Data (1982-2012) para os 12 municípios cearenses com estações do INMET. Observou-se que, de acordo com o Climate-Data, a temperatura média do ar dos municípios cearenses vai de 20,9°C a a 27,9 °C, apresentando média geral no estado de 25,93 °C. Enquanto nas estações do INMET, a temperatura média vai de 20,9°C a 27,5°C, com média geral de 26,4°C. A análise estatística utilizada para comparar as duas fontes de dados foi baseada na análise de regressão linear, gerando o coeficiente de correlação (R); no índice “d” de Willmott e no índice “c” de Camargo e Sentelhas. Os dados analisados foram espacializados no Software Qgis 2.18, utilizando-se do método de interpolação Spline. A análise de regressão geral entre os dados de temperatura máxima, mínima e média do INMET e do Climate-Data alcançaram um R²= 0,9668, pela equação Y= 0,5344 -0,99416 x, com intervalo de 95% de confiança. O índice de concordância de Willmott (d) corresponde a 0,986 e o índice “c” a 0,9695. As análises estatísticas apontaram forte correlação entre os dados das estações meteorológicas e os estimados pelo Climate-Data, na área de estudo selecionada. A partir deste trabalho, pôde-se concluir que a espacialização dos dados em ambiente SIG permitiu visualizar as diferenças e lacunas deixadas pelas deficiências de informações climáticas. Bem como, observou-se a carência de estações climáticas nas regiões elevadas do oeste e nas serras próximas ao centro e sul do Estado do Ceará.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, J. T. DE; LOBO JR., M. Reliability and discrepancies of rainfall and temperatures from remote sensing and Brazilian ground weather stations. Remote Sensing Applications: Society and Environment, v. 18, p. 100301, abr. 2020.

ARAUJO, G. L.; REIS, E. F.; MARTINS, C. A. D. S.; BARBOSA, V. S.; RODRIGUES, R. R. Desempenho comparativo de métodos para a estimativa da evapotranspiração de referência (ET0). Revista Brasileira de Agricultura Irrigada-RBAI, v. 5, n. 2, 2013.

BARBIERI, L. F. P.; CORREIA, M. D. F.; BRAGA, C. C.; GONÇALVES, W. A.; DE MOURA, M. S. B. Desempenho de método de estimativa da temperatura média diária: um estudo em áreas com forte pressão antrópica. Embrapa Semiárido-Artigo em periódico indexado (ALICE), 2013.

BARRA, T. S.; COSTA, J.; RAO, T. V.; SEDIYAMA, G. C.; FERREIRA, W. P.; DANTAS NETO, F. S. Caracterização climatológica da severidade de secas do estado do Ceará-Brasil. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 6, n. 2, p. 266-272, 2002.

CAMARGO, A.P.; SENTELHAS, P.C. Avaliação do desempenho de diferentes métodos de estimativa da evapotranspiração potencial no estado de São Paulo, Brasil. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v. 5, n. 1, p. 89-97, 1997.

CLIMATE-DATA. ORG. Dados climáticos para cidades mundiais. 2017.

CUNHA, P. C. R. D.; NASCIMENTO, J. L. D.; SILVEIRA, P. M. D.; ALVES JÚNIOR, J. Eficiência de métodos para o cálculo de coeficientes do tanque classe A na estimativa da evapotranspiração de referência. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 43, n. 2, p. 114-122, 2013.

DELAWARE. Universidade de Delaware. EUA: precipitação mensal e temperatura, resolução de 0,5º x 0,5º, dados de 1910-2010. Disponível em: http://www.esrl.noaa.gov/psd/data/gridded/data.Udel_AirT_Precip.html>. Acesso em: Fevereiro de 2021.

DEMERTZIS, Konstantinos; ILIADIS, Lazaros. The impact of climate change on biodiversity: The ecological consequences of invasive species in Greece. In: Handbook of Climate Change Communication: Vol. 1. Springer, Cham, 2018. p. 15-38.

GOMES, C. A.; LIMA, J. R. S.; ANTONINO, A. C. D.; SOARES, W. A.; SOUZA, E. S.; RIBEIRO, A. A.; ALVES, E. M., MACHADO, C. B.; FIRMINO, F. H. T. Medição e Simulação dos Fluxos de Energia e Evapotranspiração em Solo Cultivado com Brachiaria decumbens na Microrregião de Garanhuns-PE. Revista Brasileira de Geografia Física, v.8, n.2, p.365-376, 2015.

HOPKINS, W. G. Correlation coefficient: a new view of statistics. 2000.

JERSZURKI, D.; DE SOUZA, J. L. M. Estimativa da temperatura média diária do ar em distintas regiões brasileiras empregando métodos alternativos. Scientia Agraria, v. 11, n. 5, p. 407-416, 2010.

KAYANO, M.T. E ANDREOLI, R.V. O clima da região Nordeste do Brasil. In: CAVALCANTI, I.F.A.; FERREIRA, N.J.; SILVA, M.G.A.J.; SILVA DIAS, M.A.F. Tempo e clima do Brasil. 1.ed. São Paulo: Oficina de Textos, p.213-233, 2009.

LIMA, E. G.; KATO, O. R.; DE FREITAS, T. P. M.; DE FREITAS, P. M.; NAGAISHI, T. Y. R.; COSTA, M. D. S. S.; MALTAROLO, B. M. Uso de sistemas alternativos e a redução das queimadas: uma análise temporal de focos de calor nos municípios de Igarapé-Açu e Marapanim, Pará. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 1, p. 11345-11371, 2021.

LIMA, M. T. V.; BEZERRA, A. E.; OLIVEIRA, C. W. Estimativa da temperatura média do ar no Estado do Ceará por meio do sensoriamento remoto. Revista Equador, v. 9, n. 2, p. 01-18, 2020.

MASTER - Meteorologia Aplicada a Sistema de Tempo Regional. 2010. Zona de Convergência Intertropical Características gerais. Disponível em: http://master.iag.usp.br/pr/ensino/sinotica/aula15/. Acesso em: 14/05/2020.

MEDEIROS, D. S. Pluviometria, PRONAF e valor da produção de alimentos no Ceará entre 1980 e 2014. 2016. 43 f. Monografia (Graduação). Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Curso de Ciências Econômicas, Fortaleza, 2016.

MEDEIROS-FEITOSA, Jose Reginaldo; OLIVEIRA, Carlos Wagner. Estudo comparativo dos dados de precipitação do satélite TRMM e postos pluviométricos no estado do Ceará, Brasil. Revista Geográfica de América Central, n. 65, p. 239-262, 2020.

RIAD, Md Mahbubul Huq; COHNSTAEDT, Lee W.; SCOGLIO, Caterina M. Risk assessment of vector-borne disease transmission using spatiotemporal network model and climate data with an application of dengue in Bangladesh. MedRxiv, 2020.

SANTOS, C. A. C. dos; MANZI, A. O. Eventos extremos de precipitação no estado do Ceará e suas relações com a temperatura dos Oceanos Tropicais. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 26, n. 1, p. 157-165, 2011.

SILVA, C. M. S.; LÚCIO, P. S.; SPYRIDES, M. H. C. Distribuição espacial da precipitação sobre o Rio Grande do Norte: estimativas via satélites e medidas por pluviômetros. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 27, n. 3, p. 337-346, 2012.

SILVA, M. J; GALVÍNCIO, J. D.; COSTA, V. S. O. Abordagem interdisciplinar sobre a Influência da Zona de Convergência Intertropical — ZCIT no nordeste brasileiro. Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais, Recife, V. 6, N. 1, 2017 (107-117).

VICTORIA, D. de C.; DE OLIVEIRA, Aryeverton Fortes; CUADRA, Santiago Vianna. Relação entre acionamentos do garantia-safra, precipitação e índices de vegetação. In: Embrapa Informática Agropecuária-Artigo em anais de congresso (ALICE). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROMETEOROLOGIA, 21., 2019, Catalão. Anais... Catalão: CBAGRO: UFGO, 2019., 2019.

INPE. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Topodata: banco de dados geomorfométricos do Brasil. Variáveis geomorfométricas locais. São José dos Campos, 2008. Disponível em: http://www.dsr.inpe.br/topodata/. Acesso em: Fevereiro de 2021.

Downloads

Publicado

2021-08-25

Edição

Seção

ARTIGOS