Análise crítica dos objetos educacionais digitais de base experimental no ensino de Química

Daiana Dias Ribeiro Figueiredo, Bárbara Carine Soares Pinheiro

Resumo


A era da informática proporcionou a interação de novas ferramentas, de natureza digital, no âmbito escolar de maneira a possibilitar melhorias no processo de ensino e aprendizagem. Essas ferramentas digitais, quando muito bem planejadas e desenvolvidas, podem ser utilizadas como recurso didático no ensino de Ciências, facilitando principalmente o ensino de Química, uma Ciência de base experimental e conceitualmente abstrata. O desenvolvimento dessa pesquisa deu-se a partir da análise qualitativa dessas ferramentas digitais, como os objetos de simulação, com uma visão de explorar o potencial de simulações experimentais. O foco principal foi investigar objetos que apresentassem conteúdos químicos em um viés experimental. Para isso, foi necessária uma busca dos objetos de simulação, nos repositórios nacionais e posteriores análises de caráter conceitual, pedagógico e interativo, na tentativa categorizar os objetos de aprendizagem, de maneira mais específica. Com isso, constatou-se que a maioria dos objetos, encontrados nos repositórios brasileiros, são antigos e não apresentam variedades, principalmente de base experimental. Os objetos encontrados no Banco Internacional de Objetos Educacionais apresentam poucas falhas nos aspectos de interatividade e conceito que podem ser contornadas durante o processo de mediação didática.


Palavras-chave


Ensino de ciências; Experimentação no ensino; Objetos de aprendizagem

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Daiana Dias Ribeiro Figueiredo, Bárbara Carine Soares Pinheiro