As contribuições da pedagogia científica de Bachelard na problematização das atividades experimentais na formação inicial em química

Autores

Resumo

O presente estudo traz reflexões a respeito da pedagogia científica de Gaston Bachelard para a formação intelectual e científica dos licenciandos em Química. Nesse contexto, temos que destacar a importância da epistemologia bachelardiana no processo de apropriação do conhecimento científico, em que busca questionar o conhecimento prévio dos licenciandos acerca da experimentação, por meio da problematização. Contudo, algumas dúvidas necessitam serem esclarecidas, como: como a pedagogia científica de Bachelard pode interferir na problematização das atividades experimentais no ensino de Química? E como promover os aspectos teóricos e práticos de uma experimentação problematizadora? Diante disto, o presente estudo trata-se de uma pesquisa bibliográfica sobre a pedagogia científica de Bachelard e a sua influência na abordagem experimental problematizadora na formação inicial de professores. Por fim, esta pesquisa pode contribuir para a reflexão sobre a importância do professor problematizador do conhecimento e estimulador de perguntas, rompendo com visões empiristas da experimentação e que favoreça uma aprendizagem crítica. 

Biografia do Autor

Diego Marlon Santos, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática da Universidade Estadual de Maringá (2018), Mestre em Ensino: Formação Docente Interdisciplinar pela Universidade Estadual do Paraná (2016), Especialista em Informática Instrumental Aplicada à Educação pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2018), Especialista em Gestão Ambiental em Municípios pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2014), Especialista em Educação: Métodos e Técnicas de Ensino pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2012), Especialista em Docência do Ensino Superior: métodos e práticas educativas pela Universidade Paranaense (2007), Especialista em Meio Ambiente com ênfase em Química Ambiental pela Universidade Paranaense (2007), Graduação em Química Industrial e Licenciatura em Química pela Universidade Paranaense (2005). Atualmente é professor do Colégio Estadual Enira Moraes Ribeiro - EFMP, ministrando aulas na Educação Profissional, no curso Técnico em Química. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental, Gestão Ambiental, Educação Ambiental, Formação de Professores, Ensino de Química, Ensino Profissionalizante e Informática Aplicada à Educação

Neide Maria Michellan Kiouranis, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Doutora em Educação Para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista, UNESP, Bauru, Brasil (2009), mestre em Ensino de Química pela Universidade de São Paulo - USP/SP (2001), graduação em Química (Licenciatura) pela APEC/Presidente Prudente e Licenciatura em Ciências pela Universidade Estadual de Maringá (1975), Estágio pós-doutoral/CAPES, realizado em parceria Universidade Federal de Sergipe e Universidade de Aveiro/Portugal (2016). Atualmente é professora Associada da Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Química. Tem experiência na área de Ensino de Química. Participa do Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e Matemática com orientação (mestrado e doutorado), atuando principalmente nos seguintes linhas de pesquisa: Formação Inicial e Continuada de Professores e Epistemologia.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Edição

Seção

Debates em Perspectivas Teóricas para o Ensino de Química